Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Seleção: nove salgados que fizeram fama em São Paulo

Por Priscila Zuini e Marcela Besson Atualizado em 27 dez 2016, 21h06 - Publicado em 23 set 2009, 18h35

Eles são ótimos para enganar a fome e, na correria do dia-a-dia, costumam até substituir refeições. Preparamos uma seleção de lugares para provar coxinha, esfiha, pão de queijo, pastel, bolinho de bacalhau e outros quitutes. Confira.

1/30
De origem francesa, o salgado é especialidade de casas como Doce de Laura e La Tartine ( / Quiche: rápida e refinada, receita faz sucesso em São Paulo)
2/30
A fritura chega sequinha e por um preço camarada, só R$ 3,20 a unidade ( / Rosima: quibe mantém a receita da fundadora da casa)
3/30
Petisco acompanha o ritmo de vida agitado do paulistano; conheça duas casas famosas pelo salgado ( / Pizza em pedaço: dois endereços famosos)
4/30
Vendido em locais populares até estabelecimentos arrumadinhos, o salgado costuma agradar; veja onde comer alguns dos mais famosos da cidade ( / Pastel é sinônimo de comida paulistana; veja onde comer)
5/30
Pão de Queijo Haddock Lobo, nos Jardins, produz o salgado em formato irregular e com maciez e leveza surpreendentes ( / Pão de queijo: receita de 40 anos ainda faz sucesso em São Paulo)
6/30
Receita trazida por imigrantes libaneses EME meados do século XIX caiu no gosto do paulistano; conheça três locais famosos por suas esfihas ( / Esfiha: três endereços especializados no salgado)
7/30
Agraciada pelo prêmio Comer e Beber 2008-2009, Cristallo serve o salgado com recheio de palmito, já o Rancho da Empada oferece 25 variações ( / Empada é especialidade de duas casas paulistanas)
8/30
Le Vin Boulangerie e Octávio Café apostam em geleias, chocolate belga e manteiga para acompanhar salgado de origem austríaca ( / Croissant ganha recheios gourmet em casas paulistanas)
9/30
Bares como Frangó e Veloso tem o petisco como estrela do cardápio; a versão da loja Delícias Catupiry se esmera na massa fina ( / Coxinhas: saiba onde encontrar as versões mais badaladas da cidade)
10/30
Bar do Luiz Fernandes; Café Machado e Academia da Gula se especializaram no salgado ( / Bolinho de bacalhau é especialidade de três casas paulistanas)
12/30
A especialidade desse endereço bem simples são as esfihas assadas na hora. Montada na massa fina, a aberta de queijo é enriquecida por bastrmá, carne bovina curada típica da Armênia. A fechada de espinafre lembra a forma de uma bala, com as pontas torcidas. ( / Effendi)
13/30
É incrível pensar que num espaço tão pequeno sejam vendidos 1 000 pães de queijo (R$ 5,00) por dia. Os quitutes repousam em uma cesta em cima do balcão, cobertos por uma toalha. Mas não por muito tempo: o movimento é tão intenso que nem chegam a esfriar. Antes de partir para o atendimento, o […] ( / Pão de Queijo Haddock Lobo)
14/30
Fundado em 1967, o endereço preserva até hoje o salão simplão, no qual gente de toda a cidade se acomoda para comer ótimos pastéis. ( / Yokoyama – Vila Clementino)
17/30
Dispõe de um balcão com bancos altos e algumas mesas. No centro do salão fica o forno, de onde saem as fatias de portuguesa, calabresa com catupiry, margherita, frango e mussarela de búfala coberta por rúcula. Assa pizzas inteiras, que podem ser provadas lá mesmo ou levadas para viagem. ( / Pizza no Pedaço)
19/30
É charmosa pela simplicidade. O espaço resume-se a uma espécie de terraço, por onde se espalham mesinhas de madeira, e ao minúsculo salão, adornado com uma vitrine de bolos. A doceira gaúcha Laura Estima aposta em receitas despretensiosas, feitas com matéria-prima nacional — nada ali é intitulado gourmet. Com bastante recheio e cobertura, o prestígio […] ( / Doce de Laura)
Publicidade