Gastronomia

D.O.M. é eleito o segundo melhor restaurante da América Latina

Casa de Alex Atala foi consagrada a número 1 do país pela revista Restaurant. Outras oito brasileiras integram o ranking

Por: Amauri Arrais e Sophia Braun - Atualizado em

Alex Atala
Atala: chef do melhor restaurante da América Latina segundo a Restaurant (Foto: Ligia Skowronski)

O restaurante contemporâneo D.O.M. foi eleito o segundo melhor da América Latina pelo júri da revista britânica Restaurant. Considerada a sexta do mundo pela mesma publicação, a casa de Alex Atala ficou atrás apenas do peruano Astrid y Gastón que, curiosamente, ocupa a 14ª posição no ranking mundial. Os vencedores foram anunciados na noite desta quarta (4), em cerimônia realizada em Lima, no Peru.

Saiba quais são os melhores restaurantes do mundo

Outros cinco restaurantes paulistanos figuram entre os 50 melhores. O Maní, considerado o número 46 do mundo, foi contemplado com a quinta colocação, seguido do Mocotó (16º), do  Fasano (23º), do Attimo (32º) e do Epice (41º).

Integram a lista mais três casas brasileiras. São elas Roberta Sudbrack (10º) e Olympe (35º), no Rio de Janeiro, e Remanso do Bosque (38º), em Belém, que também levou o prêmio especial de restaurante com mais potencial (uma espécie de revelação).

A gaúcha Helena Rizzo, do Maní, levou ainda o título de melhor chef mulher e o peruano Gastón Acurio, sócio do premiado Astrid y Gastón, bem como da rede La Mar, com filial em São Paulo, foi destacado novamente pelo "conjunto de sua obra". 

+ Comer nos melhores restaurantes do Brasil custa até R$ 495,00

O PRÊMIO

Essa foi a primeira vez que a Restaurant elegeu os restaurantes latino-americanos mais prestigiados. Para chegar ao resultado, foram criadas três comissões regionais, divididas entre México e América Central, incluindo o Caribe, a América do Sul e o Brasil.

Cada uma delas contou com a participação de 63 integrantes, entre jornalistas, críticos, restaurateurs e especialistas em geral. Os 252 membros tiveram direito a sete votos, sendo que pelo menos três deles deveriam contemplar restaurantes de nacionalidades diferentes das suas. Compuseram a lista de participantes Argentina, Bolívia, Chile, Cuba, Jamaica, Uruguai, Venezuela e de mais 22 países. 

No Blog do Lorençato: conheça o novo livro de Alex Atala

Tabela- 50 Melhores Restaurantes da América Latina
(Foto: Renata Aguiar)
  • Cozinha contemporânea

    D.O.M.

    Rua Barão de Capanema, 549, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3088 0761 ou (11) 3081 4599

    VejaSP
    11 avaliações

    Quando estava no extinto Filomena, Alex Atala já elaborava pratos surpreendentes, a exemplo de uma manga grelhada com pimenta‑branca. Isso no fim da década de 90, a anos‑luz de virar superstar da cozinha. Desde que abriu o D.O.M., nos Jardins, dezesseis anos atrás, ele mantém a mesma pegada. Calcula ter lançado pelo menos 500 receitas. Como um maratonista do paladar, está sempre correndo da acomodação. Embora tenha apego por algumas sugestões como o aligot, purê de queijos que se tornou uma de suas marcas registradas, permanece sedento por novidades. Nesta temporada, os menus degustação, de 305 a 560 reais, continuam privilegiando os ingredientes nacionais e têm como estrelas o palmito pupunha na forma de um envelope e recheado de vatapá e o pirarucu com purê de açaí, em que a pele do peixe amazônico é transformada em torresmo. A modernidade também está presente no sorbet de manjericão com limão, pimenta cristalizada e chutney de bacuri e no zabaione de canela com sorvete de queijo e calda de morango.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Cozinha contemporânea

    Maní

    Rua Joaquim Antunes, 210, Jardim Paulistano

    Tel: (11) 3085 4148

    VejaSP
    14 avaliações

    O luxo de dois grandes chefs se encarregarem do mesmo menu tem um preço: R$ 470,00 — no caso, pela degustação completa assinada por Helena Rizzo e Daniel Redondo. As pedidas variam segundo a vontade da dupla, mas sempre têm combinação de sabores inesperados, como o nhoque de batata e gorgonzola no caldo de cebola adocicado e a garoupa cozida a baixa temperatura com escamas de peixe fritas (sim, você leu certo e elas são uma delícia). No menu fixo, o ótimo arroz de chorizo espanhol com grão-de-bico e peixe sai por R$ 105,00.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bom e barato / Brasileiros

    Mocotó

    Avenida Nossa Senhora do Loreto, 1100, Vila Medeiros

    Tel: (11) 2951 3056

    VejaSP
    36 avaliações

    Quem sente saudade dos preços de antigamente pode se assustar ao consultar o cardápio atual do chef Rodrigo Oliveira. Quando foi eleito o melhor bom e barato pela primeira vez, em 2008, o restaurante cobrava só R$ 16,90 pela carne de sol com pimenta-biquinho. Hoje, são R$ 49,90. O reajuste acompanhou a badalação crescente em torno do endereço na Vila Medeiros, é verdade, mas os novos valores ainda não chegam ao patamar dos praticados pelos concorrentes. Resultado? A casa volta ao pódio neste ano com o melhor custo-benefício da cidade. Conselho amigo: como os pratos são fartos e vai dar vontade de provar tudo, programe a visita com um grupo grande, compartilhe as receitas e rache a conta.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Italianos

    Fasano

    Rua Vitório Fasano, 88, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3062 4000 ou (11) 3896 4000

    VejaSP
    10 avaliações

    Devoto da culinária tradicional, o restaurateur Rogério Fasano já declarou inúmeras vezes que detesta as cozinhas de vanguarda. Pelo visto, ele acaba de rever esse conceito em um dos quatro ótimos menus degustação (R$ 390,00 cada um) de seu restaurante. Isso não quer dizer que a casa luxuosa com o sobrenome de sua família passou a servir pratos cheios de espuma. Ao lado do novo cardápio com clássicos como linguini combinado a lagostim, tomate e um diabólico toque de pimenta, o chef Luca Gozzani prepara uma versão que reúne receitas autorais. O banquete compõe-se de cinco sugestões modernas. No ravióli de abóbora e foie gras, creme de amêndoa, manteiga e sálvia, por exemplo, sobressai o jogo de texturas da hortaliça e do fígado gordo de pato. Com a carne do gado wagyu, Gozzani faz um brasato cozido à perfeição.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Italianos

    Attimo

    Rua Diogo Jácome, 341, Vila Nova Conceição

    Tel: (11) 5054 9999

    VejaSP
    14 avaliações

    Ao contratar o chef Paulo Kotzent em julho, o restaurateur Marcelo Fernandes reafirma a disposição em oferecer um cardápio italiano cada vez mais clássico já que o novo cozinheiro tem passagens como titular do Piselli, do Santovino e da Bráz Trattoria. Petisco de origem romana, o suppli al telefono (bolinho de arroz recheado de mussarela; R$ 26,00) vai à mesa em porção com quatro unidades. Uma das massas frescas revisadas pelo cozinheiro é o ravióli de pera e ricota ao molho de gorgonzola doce e redução de vitela (R$ 60,00). Com a cremosidade ideal, o espaguete à carbonara (R$ 74,00) leva queijo grana padano, ovo, pancetta e pimenta-do-reino. Variação de uma receita da Toscana, a paleta de cordeiro recebe a parceria de lentilhas (R$ 84,00). Cozida em espumante asti, a pera vem com creme de caramelo e calda de frutas vermelhas (R$ 25,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Cozinha contemporânea

    Epice

    Rua Haddock Lobo, 1002, Cerqueira César

    11 avaliações

Fonte: VEJA SÃO PAULO