Clique e assine por apenas 6,90/mês

Bons endereços para tomar saquê

Conheça bares e restaurantes que oferecem cartas especializadas no fermentado japonês

Por Sophia Braun - Atualizado em 27 Dec 2016, 19h28 - Publicado em 30 Sep 2011, 20h50

O saquê é uma bebida bastante complexa. Não se parece com vodca nem com uísque. Suas propriedades e a maneira de degustar o aproximam muito mais do universo do vinho. Trata-se de um fermentado suave, com teor alcoólico em torno de 16%, que pode ser tomado quente ou frio. “Até pouco tempo atrás, tinha fama de ser um tipo de cachaça japonesa”, diz o especialista Celso Norio Ishiy, que promove cursos e treinamentos sobre saquê em São Paulo.

+ Manual do saquê: conheça melhor o fermentado japonês

Os diversos restaurantes típicos e, principalmente, as caipirinhas ajudaram a difundir a bebida no Brasil. Hoje, há um interesse maior pelo saquê. “Nos últimos dois anos, muitos bares e restaurantes começaram a montar cartas especializadas”, conta Ishiy. O restaurante Kinoshita, na Vila Nova Conceição, criou até mesmo uma adega para abrigar os cerca de treze rótulos que se renovam semanalmente.

Alguns bares de inspiração oriental também propõem grande variedade de rótulos. É o caso do Izakaya Issa, na Liberdade, e do Minato Izakaya, em Pinheiros. Ambos seguem a linha dos típicos botecos japoneses. 

Confira abaixo endereços que oferecem boa seleção de saquê:

5/9
Da rua, não se vê o ambiente desta casa, que também pertence ao empresário Mario Nagayama e fica vizinha ao Nagayama e ao Nagayama Café. O térreo é ocupado apenas pela concorrida sala de espera. Basta subir um lance de escadas para chegar ao salão com uma atmosfera mais requintada que a de seus irmãos […] ( / Naga)
Publicidade