Roteiro

15 programas para se divertir sem frescura

Os melhores lugares para comer, beber e badalar passando longe dos endereços gourmet da cidade

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Os lugares de estilo moderninho não param de se proliferar pela cidade nos últimos anos. E muita gente, sobretudo os rapazes, não tem um pingo paciência para todas as frescuras dos endereços gourmet. 

+ Os cinquenta melhores aplicativos para usuários de diferentes perfis

Se você tem se sentido assim nos últimos tempos, essa lista foi feita especialmente para você. Entre as pedidas, estão mandar para dentro um simples e generoso prato de massa na Cantina do Piero - Il Vero ou encarar uma feijoada do Bolinha. Especialmente para os homens, as dicas são ver o filme Sniper Americano, que concorreu ao Oscar, e conferir a apresentação do guitarrista Slash, marcada para 22 de março. 

Confira as quinze atrações:

  • Carnes

    Sujinho - Bisteca d'Ouro (Consolação)

    Rua da Consolação, 2078, Consolação

    Tel: (11) 3231 5207

    VejaSP
    16 avaliações

    Quantas gerações não subiram ou desceram a Consolação e deram uma parada no Sujinho? Estão sempre por lá os garçons das antigas, os inúmeros avisos de que não se aceitam cartões e o ambiente desencanado de restaurante-botequim. Muita gente surge apenas para bebericar uma cerveja (Original, R$ 11,50) e petiscar uma mussarela de búfala (R$ 2,60) ou a conserva de repolho (R$ 2,90) com pão. Mas fica difícil não pedir depois a quase obrigatória bisteca de contrafilé churrasqueada (R$ 42,50), o orgulho local, ou até mesmo a maminha (R$ 56,99), boa mas menos cotada. Meia-porção de mandioca frita (R$ 8,36) já está de bom tamanho para a guarnição.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bom e barato / Brasileiros

    Mocotó

    Avenida Nossa Senhora do Loreto, 1100, Vila Medeiros

    Tel: (11) 2951 3056

    VejaSP
    36 avaliações

    Quem sente saudade dos preços de antigamente pode se assustar ao consultar o cardápio atual do chef Rodrigo Oliveira. Quando foi eleito o melhor bom e barato pela primeira vez, em 2008, o restaurante cobrava só R$ 16,90 pela carne de sol com pimenta-biquinho. Hoje, são R$ 49,90. O reajuste acompanhou a badalação crescente em torno do endereço na Vila Medeiros, é verdade, mas os novos valores ainda não chegam ao patamar dos praticados pelos concorrentes. Resultado? A casa volta ao pódio neste ano com o melhor custo-benefício da cidade. Conselho amigo: como os pratos são fartos e vai dar vontade de provar tudo, programe a visita com um grupo grande, compartilhe as receitas e rache a conta.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Chope e cerveja

    Barbearia Corleone

    Rua Doutor Renato Paes de Barros, 390, Itaim Bibi

    Tel: (11) 2538 8009

    VejaSP
    20 avaliações

    Nos últimos anos, uma profusão de barbearias moderninhas foi aberta na capital. A Corleone se destaca no meio delas pelo caprichado serviço de bar, nas duas unidades. Se apenas homens podem fazer barba, cabelo e bigode no espaço — sim, estamos no clube do bolinha —, o público em geral é convidado a entrar, sentar-se às mesas do salão retrô e bebericar, incluindo as mulheres. Há cinco tipos de chope, caso do witbier Vedett (R$ 32,00, 330 mililitros), e 450 rótulos de cerveja, que devem ser consultadas em um tablet. Uma dica? A ótima Ballast Point IPA Sculpin, que vem dos Estados Unidos, sai por R$ 69,00 (330 mililitros). O bolinho de feijão-preto e couve-manteiga em fios (R$ 36,00, oito unidades) ajuda a tapear a fome. 

    Preços checados em 5 de julho de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-restaurante

    Bar da Dona Onça

    Avenida Ipiranga, 200, Centro

    Tel: (11) 3257 2016

    VejaSP
    31 avaliações

    No decorrer do ano, a chef Janaina Rueda apareceu em programas de TV, reformulou a merenda da rede estadual e ajudou o marido, Jefferson Rueda, a montar A Casa do Porco Bar. Mesmo tão ocupada, ainda conseguiu manter a qualidade desta casa. Reinam no menu receitas difíceis de não agradar, como a moela úmida de aperitivo (R$ 43,00) e o mexido de arroz, feijão, carne moída, couve e farinha coberto de ovo frito (R$ 49,00). Saboroso, o bloody mary (R$ 32,00) é uma ótima maneira de iniciar a petiscaria.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Hooters

    Rua Gomes de Carvalho, 1575, Vila Olímpia

    Tel: (11) 3842 3300 ou (11) 3842 1493

    VejaSP
    7 avaliações

    O atendimento feito por garotas de shortinho laranja pode sugerir que se trata de um bar para machões, mas o público é eclético. Faz sucesso na casa, com TVs transmitindo esporte, a combinação de chope (Devassa, R$ 10,90) e asinhas de frango fritas com diferentes graus de picância (R$ 43,00, dez pedaços).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Chope e cerveja

    BrewDog Bar

    Rua dos Coropés, 41, Pinheiros

    Tel: (11) 3032 4007

    VejaSP
    14 avaliações

    É um dos muitos bares da BrewDog espalhados pelo mundo. Fica em frente ao Instituto Tomie Othake e ocupa um espaço de jeitão hipster: concreto por todo lado, neons, lampadinhas... Algo mudou por lá. A casa acabou cedendo e botou funcionários para atenderem mesas — antes, os pedidos eram feitos no balcão. A oferta já foi mais surpreendente, mas ainda dá para encontrar pedidas como o gaúcho Barco Thai Weiss (R$18,00), bem fresco. Montado em brioche macia, o sanduba chicken mayo (R$ 22,00) traz um filezão de frango empanado, bem crocante,junto de alface, tomate e molho aïoli.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Brasileiros

    Bolinha

    Avenida Cidade Jardim, 53, Jardim Europa

    Tel: (11) 3061 2010

    VejaSP
    9 avaliações

    Exceto nas segundas, quando a casa não funciona, em todos os outros dias a feijoada está sempre pronta e chega à mesa praticamente ao mesmo tempo do pedido. Trazida numa jarrinha congelada, a cachaça com suco de limão amarga na boca, mas abre o apetite para o caldinho de feijão gordo, servido na xícara. Se falta capricho na couve às vezes passada demais, a fartura dos outros acompanhamentos, como banana à milanesa, linguiça e bisteca suína dourada nas bordas, compensa. O feijão-preto com os pertences pode ser magro ou gordo: nos dois casos, pagam-se R$ 99,00, durante a semana, e R$ 125,00, nos sábados e domingos.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • O guitarrista inglês Saul Hudson ficou famoso ao lado dos outros integrantes do Guns N’ Roses em meados dos anos 80. Com a banda, lançou clássicos do hard rock, caso de Appetite for Destruction (1987) e dos dois volumes de Use Your Illusion (1991), embora muita gente torça o nariz para a sucessão de clichês que acompanharam o grupo e seus membros dentro e fora dos palcos. Slash se desvinculou do conjunto em 1996. De lá pra cá, formou o Slash’s Snakepit, fez parte do Velvet Revolver (que obteve relativo sucesso na década passada) e engatou uma carreira-solo que já conta com três álbuns. É o mais recente deles, World on Fire (2014), que o traz à cidade. Usando sua cartola, o virtuoso instrumentista toca Shadow Life e Automatic Overdrive, do novo trabalho, e sucessos dos outros projetos acompanhado do cantor Myles Kennedy e da banda The Conspirators. Dia 22/3/2015.
    Saiba mais
  • Embora seja um estrondoso sucesso nas bilheterias dos Estados Unidos, Sniper Americano vem dividindo opiniões. Alguns saíram em defesa e outros atacaram a visão heroica que o diretor Clint Eastwood dá a um atirador de elite, responsável por matar 160 pessoas (confirmadas) em nome da defesa de militares americanos e civis iraquianos. Nem tanto ao céu, nem tanto à terra. Eastwood, um veterano à frente e atrás das câmeras, de 84 anos, faz um registro seco para enfocar as feridas de uma guerra no cotidiano de Chris Kyle (papel de Bradley Cooper). Deixa para os créditos finais o sentimentalismo genuíno acompanhando as imagens reais do biografado. A primeira cena tem um grande impacto. No teto de uma casa em Fallujah, no Iraque, Kyle precisa tomar uma decisão em segundos: acerta ou não um tiro num garoto que muito provavelmente carrega um explosivo nas mãos a fim de atingir um tanque americano? O desfecho da sequência será retomado mais adiante. Partindo da infância do protagonista, a história concentra-se em sua fase adulta, passando pelo casamento com Taya (Sienna Miller), os treinamentos militares e, sobretudo, as operações no Iraque, após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Eastwood afasta-se da “patriotada” e dos julgamentos morais para ir fundo nos dilemas íntimos de um homem a serviço de uma nação. Ignorado no Globo de Ouro, o longa-metragem surpreeendeu na corrida do Oscar e, neste domingo (22/2/2015), concorre a melhor filme, ator (Cooper), roteiro adaptado, montagem, mixagem de som e edição de som. Estreou em 19/2/2015.
    Saiba mais
  • Bares variados

    Underdog

    Rua João Moura, 541, Pinheiros

    VejaSP
    9 avaliações

    O minissalão só tem espaço para a parrilla e um balcão. As mesas, altas e baixas, espalham-se pela calçada e pelo quintal do imóvel vizinho, prestes a se transformar em um novo salão. Enquanto beberica uma long neck de cerveja Heineken (R$ 8,00) ou uma cuba-libre (R$ 18,00), saboreie as pedidas preparadas com capricho cada vez maior na churrasqueira. Um bom exemplo são as fatias de bochecha suína cobertas de vinagrete de maçã verde (R$ 25,00) e o saboroso hambúrguer de costela montado no pão (R$ 20,00). Pagam-se à parte por complementos como a pimenta jalapeño (R$ 3,00) e o queijo cheddar (R$ 5,00). Para começar a petiscagem de maneira menos carnívora, os morrones são pimentões deliciosamente chamuscados com recheio de queijo branco e chimichurri (R$ 25,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Pizzarias

    Armazém Piola

    Rua Aspicuelta, 547, Pinheiros

    Tel: (11) 4305 6539

    VejaSP
    3 avaliações

    O ambiente é caprichado: mesinhas na varanda, balcão revestido de tábuas de madeira de demolição, estrutura em aço aparente, amplo salão e um forno de pizzas, as grandes atrações do cardápio. Alguns televisores e um telão estão sempre ligados, sem som. Esse, sai das caixas em volume alto, com clássicos do rock para agradar a todos os gostos. Entre as pizzas, a que leva o nome da casa sobressai pelo sabor: molho de tomate, mussarelas simples e de búfala, cubinhos de tomate, tapenade e folhas de manjericão (R$ 45,00). O chope Heineken é bem tirado (R$ 7,20). Na vasta lista de coquetéis, um drinque inusitado: sgroppino al limone (R$ 18,00), um doce sorvetinho de limão com vodca que chega em taça de vinho.

     

    Preços checados em 4 de março de 2015.

    Saiba mais
  • Botecos

    Botiquinho

    Rua Capitão Otávio Machado, 447, Chácara Santo Antônio (Zona Sul)

    Tel: (11) 5183 0281

    VejaSP
    7 avaliações

    O alinhado endereço funciona numa tranquila esquina da Chácara Santo Antônio e atende sobretudo ao pessoal do bairro, mas há gente que vem de longe para provar os gostosos petiscos do proprietário Paulo Fraga Moreira, o Tico. Um deles é o bolinho de feijoada, com massa de feijão- preto recheada de couve (R$ 27,00), e outro é odi torino (R$ 30,00), espécie de bruschetta composta de duas fatias de ciabatta tostadas e cobertas por tomate, mussarela e pesto. Se a ideia é matar a sede, há cervejas Brahma Extra e Serramalte (R$ 12,00 cada uma).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Boca de Ouro

    Rua Cônego Eugênio Leite, 1121, Pinheiros

    Tel: (11) 4371 3933

    VejaSP
    23 avaliações

    Com espírito de boteco, mas ambiente mais arrumadinho e soul e rock das antigas no som, tornou-se o predileto de muitos barmen da cidade. Muitos deles aparecem para beber coquetéis preparados com correção e sem frescura pelo sócio Arnaldo Hirai. Prove o clássico dry martíni (R$ 26,00) e o mark twain (bourbon, limão-siciliano e angustura; R$ 25,00). Se preferir uma cerveja, a carta alterna vinte rótulos bacanas. Desde o começo do ano, serve opções de petisco do dia. Torça para aparecer a saborosa costela bovina grelhada com vinagrete (R$ 21,00). Evite os horários de pico, uma vez que o espaço se resume a algumas banquetas no balcão e à mesa de sinuca no piso superior.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Sanduíches

    Estadão

    Viaduto Nove de Julho, 193, Centro

    Tel: (11) 3257 7121

    VejaSP
    11 avaliações

    Seu balcão é um dos mais democráticos da cidade. Gente indo ou voltando da balada, trabalhadores da região, taxistas e famílias turistando costumam se aboletar lado a lado a fim de devorar o famoso sanduíche de pernil no pão francês (R$ 14,00). O icônico lanche, que a bem da verdade já teve recheio mais suculento e hoje pode trazer uma carne ressecada, é valorizado por molho de cebola, pimentão e tomate. Há composições ainda mais incrementadas, como as que incluem mussarela (R$ 21,00), provolone (R$ 23,00), cheddar (R$ 24,00) ou queijo palmira (R$ 29,00). Para além do carro-chefe, o extenso cardápio lista outras possibilidades, como o sanduba de mortadela (R$ 6,00), o cheese salada (R$ 11,00) e ainda alguns pratos a preços bem camaradas, entre eles o picadinho com arroz, feijão e farofa (R$ 15,00).

    Preços checados em 11 de dezembro de 2015.

    Saiba mais
  • Italianos / Cantina / Trattoria

    Cantina do Piero - il Vero

    Rua Haddock Lobo, 728, Cerqueira César

    Tel: (11) 3062 9635 ou (11) 3062 6918

    VejaSP
    2 avaliações

    Deixe a cerimônia do lado de fora: os garçonsantigos vão tratá‑lo como de casa. Do couvert (R$ 12,00) que chega quase instantaneamente à mesa, prepare‑se para quantidades caprichadas de alho no tempero da berinjela. Na bandeja, é oferecida ainda uma bola de mussarela de búfala (R$ 5,00). Massas cheias de creme, como o espaguete boheme (R$ 94,50) com catupiry, espinafre, milho e parmesão e o penne dino zoff (R$ 93,50) ao molho rosé com cogumelo‑de‑paris e queijo gorgonzola ou parmesão satisfazem duas pessoas — e não raro sobra uma quentinha para levar.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO