Clique e assine por apenas 6,90/mês

Os melhores pratos vegetarianos da cidade

Pratos leves e saborosos para quem abriu mão da carne como ingrediente principal

Por Arnaldo Lorençato, Saulo Yassuda - Atualizado em 10 Jan 2017, 16h17 - Publicado em 6 Jan 2017, 13h22

Banana Verde: formam-se filas no Banana Verde, agradável casa de esquina da Vila Madalena, pelos pratos vegetarianos. Um deles é o risoto de abóbora assada, preparado com arroz negro, cogumelo-de-paris, queijo brie, estragão mais crocante do legume por cima. Custa R$ 40,90 no almoço e no jantar.

Capim Santo: precedido de um belo jardim, o Capim Santo, da chef Morena Leite, oferece pratos à la carte no jantar de terça a sábado. Entre as sugestões de pegada brasileira está o ravióli de tapioca recheado de queijo da Serra da Canastra ao molho de ervas. Sai a R$ 56,00.

Figo: o chef executivo francês Marc Le Dantec deixou o comando do contemporâneo Figo, que mantém a cozinha sob a supervisão do paulista de Mogi das Cruzes Milton Yamamoto. Pedida sem carne e colorida, o nhoque de beterraba ao creme de parmesão e aspargo custa R$ 65,00.

Le Manjue Organique: o chef Renato Caleffi prioriza ingredientes orgânicos e os chamados funcionais. Da ala de receitas vegetarianas, é difícil fugir da moqueca de cogumelo shiitake e palmito pupunha com a agradável farofinha e do molho de pimenta (R$ 64,00).

Continua após a publicidade

Maní: muita gente não sabe, mas o premiadíssimo Maní nasceu como um restaurante meio natureba. Sem abandonar a veia veggie, os chefs Helena Rizzo e Daniel Redondo preparam boas receitas como o ceviche de caju coberto de uma raspadinha de cachaça. A entrada sai por R$ 46,00.

Tuju: seu endereço de cozinha contemporânea, o chef Ivan Ralston oferece ótimas receitas sem carne. Com status de prato principal, a berinjela marinada no missô de castanha-portuguesa com leite da castanha-do-pará é servida com crocante de pimenta-de-cheiro (R$ 58,00).

Publicidade