Todos os Bozos brasileiros

Desde 1980, quinze atores já viveram o personagem na programação do SBT

O palhaço Bozo, figura conhecida mundialmente, foi levado à TV brasileira por Silvio Santos em 1980. No início, o dono do Baú chegou a pensar em encarnar ele mesmo o personagem, mas mudou de ideia. No ar por ininterruptos doze anos, Bozo foi vivido por diversos atores diferentes, que se revezavam no papel quando o programa era transmitido em rede nacional. Ou ainda antes disso, nos tempos das TVs locais, algumas retransmissoras do SBT tinham seus próprios programas do Bozo, como Rio, Minas e Bahia, com atores locais.

O Bozo era tão constante no SBT, chegando a ter um programa diário de oito horas de duração, que a emissora ganhou o apelido de Sistema Bozo de Televisão.

Há poucos anos, numa nova investida, o palhaço voltou a ter um programa próprio, mas os baixos índices de audiência fizeram com que este novo sonho fosse cancelado.

Conheça aqui todos os atores que viveram o personagem desde 1980.

 

  • Wandeko Pipoca (1980-1982)

Wanderley Tribeck, o Wandeco Pipoca, foi o primeiro Bozo brasileiro. Ele foi escolhido por Larry Harmon, o dono da franquia, e estreou em 1980 na antiga TVS, que era retransmitida em São Paulo pela Record, ainda uma emissora local naquela época.

Wandeco Pipoca – o primeiro Bozo brasileiro

Wandeco Pipoca – o primeiro Bozo brasileiro (Veja São Paulo/Divulgação)

 

  • Luís Ricardo (1982-1990)

Figurinha carimbada no SBT até hoje, Luís Ricardo Monteiro foi convidado a substituir Wandeko Pipoca como Bozo, e assim o fez, alternadamente com outros atores até 1990. Além de ator, ele é apresentador e cantor, responsável, entre outras coisas, pela versão dublada da música do desenho Duck Tales – Os Caçadores de Aventuras. Em 2011, num especial da emissora, ele vestiu novamente a roupa do palhaço.

Luís Ricardo

Luís Ricardo (SBT/Divulgação)

 

  • Arlindo Barreto (1982-1986)

Ator desde os anos 70, Arlindo é filho da atriz Márcia de Windsor. O mais controverso Bozo da história assumiu o papel também em 1982, quase simultaneamente com Luís Ricardo, ficando no papel até 1986. Durante esse período foi viciado em drogas, fato que é mostrado no filme Bingo – O Rei das Manhãs, baseado em sua história. Foi com ele a famosa cena em que um menino fala um palavrão no ar.

Arlindo Barreto – inspiração para o filme Bingo o Rei das Manhãs

Arlindo Barreto – inspiração para o filme Bingo o Rei das Manhãs (Veja São Paulo/Divulgação)

 

  • Paulo Seyssel (1983)

Conhecido até então como o palhaço Pula Pula, Paulo Seyssel se tornou o Bozo em 1983, quando outros atores começaram a revezar o papel com Luís Ricardo. Seu sobrenome nos faz lembrar dos lendários Palhaço Arrelia e Pimentinha, e isso não é coincidência. Ele é filho de Pimentinha e sobrinho do Arrelia. Ficou pouco tempo no papel porque era magro demais para o personagem.

Paulo Seyssel – família de palhaços

Paulo Seyssel – família de palhaços (Veja São Paulo/Divulgação)

 

  • Jonas Santos (1983-1984)

Jonas Santos era o Palhaço Rapadura em Minas Gerais. Ele se tornou palhaço meio por acaso, levado pela mãe a um teste, e acabou agradando. Quando soube que Silvio Santos procurava atores para viver o Bozo em outras praças, se candidatou e veio a São Paulo observar Luís Ricardo e Arlindo Barreto atuando. O teste de fogo foi apresentar um bloco do programa do Bozo ao vivo, e ele se saiu muito bem. Foi contratado e apresentou o programa na TV Alterosa nesse período.

 

  • Evandro Antunes (1984-1985)

Quando Jonas Santos deixou o programa para estudar nos Estados Unidos, Evandro Antunes assumiu o personagem em Minas. Sem experiência, ele ganhou a vaga porque percebeu que o Bozo era antes de tudo um apresentador, e não só um palhaço. Seguiu à risca as instruções e ganhou o papel.

Evandro Antunes – Bozo mineiro

Evandro Antunes – Bozo mineiro (Veja São Paulo/Divulgação)

 

  • Cau Alves (1983-1985)

Cau era o Bozo no SBT da Bahia. No programa local, Bozo ficava sozinho num pequeno estúdio, atendendo ligações das crianças e anunciando desenhos.

 

  • Charles Myara (1982-1985)

Charles revezava com Nanni de Souza o papel de Bozo na TVS Rio nesse período. Apesar do pouco tempo no ar, ele diz que ainda hoje é reconhecido nas ruas do Rio.

Charles Myara – o Bozo das manhãs cariocas

Charles Myara – o Bozo das manhãs cariocas (Veja São Paulo/Divulgação)

 

  • Nanni Souza (1982-1985)

Nanni fez o personagem pela primeira vez por acaso, quando o intérprete oficial faltou. Acabou ficando no ar por quatro anos no ar no Rio.

Nanni Souza – Bozo substituto que deu certo

Nanni Souza – Bozo substituto que deu certo (Veja São Paulo/Divulgação)

 

  • Décio Roberto (1984-1991)

O nome verdadeiro dele é Eliseu Abreu da Silva, e seu nome artístico Décio Roberto foi sugerido pela dupla Tonico e Tinoco. Foi contratado como Bozo em 1984, ficando no papel até o programa ser cancelado, em 1991. Mais tarde, nesse mesmo ano, ele morreu.

 

  • Luiz Leandro (1985-1986)

Mais conhecido como o Palhaço Remelexo, Luiz Leandro se tornou um dos Bozos quando o programa passou a ser produzido somente em São Paulo e transmitido para todo o país.

 

  • Marcos Pajé (1986-1989)

Marcos Góes, seu nome verdadeiro, se revezou com Luís Ricardo, Arlindo Barreto e Décio Roberto no papel nesse período. Em entrevista recente, ele revelou que chegou a entrar no ar sob o efeito de drogas. Depois de anos de dependência, hoje ele está recuperado e escreve músicas para a dupla Patati Patatá.

Marcos Pajé – fase difícil

Marcos Pajé – fase difícil (SBT/Divulgação)

 

  • Edílson Oliveira da Silva (1986-1987)

Lembrado como o Chiquinho do programa da Eliana, Edílson era um dos quatro atores que se revezavam como Bozo nesse período.

Edilson Oliveira – Chiquinho e Bozo

Edilson Oliveira – Chiquinho e Bozo (SBT/Divulgação)

 

  • André Luiz Sucesso (2007-2011)

Sem programa fixo, mas em participações especiais na programação do SBT entre 2007 e 2011, Bozo foi interpretado pelo ator André Luiz Sucesso.

 

  • Jean Santos (2012-2013)

Com renovação de contrato com a Larry Harmon Pictures, o palhaço Bozo pôde finalmente voltar ao ar num programa próprio, e foi muito bem recebido pelo público, indo ao ar inicialmente no Bom Dia e Companhia, e depois aos sábados, tendo de volta os personagens Vovó Mafalda, Papai Papudo e Salsi Fufú. Nessa fase, Bozo foi vivido por Jean Santos, ex-Patati Patatá. Em 2013, o programa foi novamente cancelado, mas como o contrato ia até 2015, o palhaço continuou fazendo aparições esporádicas nos programas infantis da emissora.

Jean Santos – o mais recente a viver o personagem

Jean Santos – o mais recente a viver o personagem (SBT/Divulgação)

 

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s