Clique e assine por apenas 6,90/mês

Dez novos lugares para comer enquanto aprecia a cidade

Confira endereços entre restaurantes, bares e cafés abertos nos últimos dois anos com vistas incríveis e saiba quais são as melhores mesas em cada um deles

Por Redação VEJA São Paulo - 21 Sep 2018, 01h00

A mesinha colocada no mirante envidraçado do Café Terraço Sesc Paulista não tem número, mas é um privilégio tomar um expresso ali e admirar a Avenida Paulista do 16º andar.

Renato Navarro/Veja SP

Com capacidade para até oito pessoas e muito disputada por grupos, a mesa número 1 na filial do Sal Gastronomia, no Shopping Cidade Jardim, tem uma visão grandiosa da Marginal Pinheiros.

Renato Navarro/Veja SP

 

No interior do Hotel Tangará, a filial do restaurante Jean-Georges, do francês radicado em Nova York, abre-se para um bosque espetacular que pode ser contemplado da mesa 124, coladinha à porta de vidro e perfeita para acomodar um casal.

Continua após a publicidade
Renato Navarro/Veja SP

Para duas pessoas, as mesas 25, 26 e 27 do Esther Rooftop, restaurante de Olivier Anquier na cobertura do Edifício Esther, tem visão da Praça da República. Embora não apareça na foto, a 31 acomoda até seis pessoas.

Renato Navarro/Veja SP

Não por acaso, as mesas 103 e 104 são as mais solicitadas ao maître do Seen. Delas, vê-se a paisagem paulistana, na qual um rio de carros inunda constantemente a Avenida 9 de Julho com hipnótico rastro de luzes.

Renato Navarro/Veja SP

Nem só do alto a capital é deslumbrante. No térreo do Shopping JK Iguatemi, duas mesas do Ktchin, de números 33 e 34, integram-se à paisagem do Itaim Bibi.

Renato Navarro/Veja SP

Da varanda do fervido brewpub Goose Island, a mesa com quatro cadeiras altas escancara uma vista esplêndida do Largo da Batata.

Continua após a publicidade
Renato Navarro/Veja SP

Com o nome pomposo de Tetto Rooftop Lounge, o bar escurinho no topo do WZ Hotel faz sonhar com uma Avenida Rebouças linda quando observada do alto, em especial da mesa 3.

Renato Navarro/Veja SP

O Café do Farol por Suplicy Cafés, no 24º andar do Edifício Altino Arantes, conhecido como Banespão, tem um par de mesas externas das quais se aprecia o centro da cidade em direção à Avenida São João.

Renato Navarro/Veja SP

 

Publicidade