Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Restaurantes para conhecer na região do Brás

Predisente, Casa Líbano, Cantiga Gigio, entre outras opções para matar a fome no bairro

Por Redação VEJA SÃO PAULO Atualizado em 22 dez 2016, 11h38 - Publicado em 6 fev 2014, 11h19

Depois de fazer boas compras no Brás, nada melhor do que matar a fome em restaurantes espalhados por toda a região. O Carlinhos Restaurante do armênio Missak Yaroussalian, apelidado de Carlinhos (falecido em janeiro de 2013), oferece o arais (R$ 11,80), um sanduíche de fatias de pão sírio entremeadas de cafta. Atração mais famosa, a picanha fatiada pode ser pedida em versão para dois por R$ 69,80 (400 gramas). 

No Presidente, uma das donas fica na porta todos os dias para receber a clientela. Não espere encontrar outra receita que não seja bacalhau. Uma das opções mais saborosas e mais leves chama-se bacalhau à portuguesa (R$ 95,00). Trata-se de uma posta alta branquinha, cozida até ficar bem macia, depois de plenamente dessalgada.

Confira outras opções de restaurantes na região:

1/5
Quem toma conta desta tradicional casa do Pari são os irmãos Fabio (cozinha) e Fernando (salão), filhos do fundador Missak Yaroussalian, o Carlinhos, morto em 2013. Embora seja bem variado, o cardápio apresenta algumas receitas armênias, país de origem dos avós dos proprietários. O apetitoso bastrmá (R$ 36,80) compõe-se de lâminas carne bovina passadas pela […] ( / Carlinhos Restaurante)
Continua após a publicidade
Publicidade