Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Rapidez não é pressa, com André Spinola e Castro

Fotógrafo e coordenador da Comunidade Zendo Brasil compartilha seus aprendizados com o zen budismo

Por Helena Galante Atualizado em 7 jun 2021, 14h24 - Publicado em 17 Maio 2021, 00h10

“No zen, a gente é estimulado a fazer as coisas com rapidez, mas sem pressa”, afirma André Spinola e Castro, ou Genzo, coordenador da Comunidade Zendo Brasil, fundada pela Monja Coen. Achou que a frase tem cara de pegadinha? Pois o convidado de Helena Galante para o episódio 101 do podcast Jornada da Calma explica: “Dificuldade não é dor e rapidez não é pressa”. Fotógrafo de profissão, André chegou ao zen budismo após observar seu professor Carlos Moreira: “Ele agia de uma certa forma e eu queria isso para mim.”

Responsável por conduzir as práticas de zazen para iniciantes, aos domingos, via Facebook, André desmistifica a prática: “Zen não é o que a gente ouve ou o que a gente fala ou o que a gente lê. Isso indica o caminho, mas não é o zen”. Ele fala sobre outros caminhos espirituais que já buscou, sobre o equilíbrio entre disciplina rígida e doçura para seguir o caminho de aprendizado e sobre a importância da linhagem de mestres e alunos: “A transmissão do zen se dá face a face. É um reconhecimento.” 

+ O Jornada da Calma vai virar livro! Para garantir um exemplar em pré-venda, clique aqui:

Continua após a publicidade
Publicidade