Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Podcast Jornada da Calma vai virar livro

Um dos programas de bem-estar mais ouvidos do Brasil comemora 100 episódios com coletânea de aprendizados reunidos pela jornalista Helena Galante

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 Maio 2021, 00h17 - Publicado em 14 Maio 2021, 06h00

Criado pela jornalista Helena Galante e lançado pela Vejinha em junho de 2019, o podcast Jornada da Calma chega à marca de 100 episódios nesta semana. No ranking de maiores audiências de bem-estar do Spotify, ouvido perto de 600 000 vezes na plataforma de streaming, o programa comemora esse marco com a produção de um livro.

“Não serão transcrições das entrevistas, mas uma reunião de aprendizados que coletei depois dessas 100 conversas que mudaram a minha vida”, adianta Helena. Entre os papos mais marcantes estão os com o monge Satyanatha, a jornalista Mariana Ferrão, o ator Cauã Reymond, a neurocientista Elisa Kozasa, a Monja Coen, o filósofo Mario Sergio Cortella

O projeto é uma parceria com a mapa lab, editora que nasce com o desejo de mudar a forma como as pessoas enxergam o negócio do livro no Brasil. “Queremos catalisar ideias transformadoras e acreditamos no impacto das entrevistas do Jornada. Não dá para sair ileso delas”, diz Camila Perlingeiro, uma das sócias ao lado de Ana Paula Costa e Martha Ribas.

Para realizar a empreitada, os ouvintes do podcast, carinhosamente chamados por Helena de “companheiros de jornada”, estão convidados a participar de uma campanha de financiamento coletivo disponível no site catarse.me/jornadadacalma. Os apoiadores podem escolher entre o exemplar digital ou o impresso autografado — e participar de todo o processo, desde a escolha das frases que não podem ficar de fora até a capa.

As recompensas incluem de postais com ilustrações exclusivas ou caneca a retiro de um fim de semana em outubro na Prema Casa da Montanha, local de hospedagem vivencial em Monteiro Lobato com cachoeiras, trilhas, deque para ver o sol nascer e praticar ioga, ecopiscina e muito espaço para desacelerar e se conectar com a natureza.

“Eu sempre achei este mundo muito frenético, mas não me conformava que não existisse outro jeito”, afirma Helena. “Hoje sei que há caminhos para a calma e podemos percorrê-los juntos, agora em livro.”

A imagem apresenta a capa do livro
Processo conjunto: é possível participar da campanha para produção do livro em catarse.me/jornadadacalma. Todos os apoiadores poderão escolher os episódios mais marcantes que não podem ficar de fora Alexandre Battibugli/Veja SP

 

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 19 de maio de 2021, edição nº 2738

Continua após a publicidade
Publicidade