Seis endereços para comer o nhoque da sorte

Restaurantes servem a receita com variados ingredientes

Não se saber ao certo a origem e há muitas lendas a respeito, mas a simpatia do nhoque da sorte acontece todo dia 29. Para dar certo, é preciso comer os sete primeiros bocados da massa de pé e ainda colocar uma cédula de dinheiro debaixo do prato. A crença é que só depois disso será permitido se deliciar com o restante.

Para ajudar nessa missão, selecionamos seis restaurantes onde a pedida é certeira. Confira:

Bráz Trattoria: diz a lenda que quem saborear nhoque no dia 29 de cada mês, provar os sete primeiros bocados de pé e colocar uma nota de dinheiro debaixo do prato terá sorte. A versão romana (R$ 52,00) é feita de semolina e vem com molho de queijos, cogumelo e espinafre.

Buttina: a trattoria da italiana Filomena Chiarella existe há mais de duas décadas. Da cozinha, a equipe expede o gnocchi al pomodoro, com a massa de batata servida sob molho de tomate em pedaços temperado com alho e manjericão. Custa R$ 48,00.

Famiglia Mancini: em uma das cantinas mais tradicionais da cidade, com fitas e garrafas de chianti na palha penduradas no teto, o nhoque ao sugo custa R$ 102,00 e dá para duas pessoas. Pedida sem erro, o filé à parmigiana ganha a companhia de fritas e arroz (R$ 157,00).

Nhoque de batata ao molho de tomate e manjericão: pedida do Nico Pasta & Basta

Nhoque de batata ao molho de tomate e manjericão: pedida do Nico Pasta & Basta (Arnaldo Lorençato/Veja SP)

Nello’s: os salões, repletos de fotos e pôsteres relacionados ao cinema, recebem pessoas de diferentes gerações. Uma das melhores sugestões de prato principal é o nhoque rina (R$ 44,00), feito de ricota e espinafre, com molhos branco e de tomate.

Nico Pasta & Basta: além de comandar a rede de pizzarias Sala Vip, um bar e uma hamburgueria, a família do delegado Osvaldo Nico Gonçalves mantém esta boa casa italiana. Uma das especialidades é o delicado nhoque de batata ao molho de tomate e manjericão (R$ 55,00).

Vecchio Torino: o dono do restaurante é o engenheiro italiano Giuseppe La Rosa, um artista da cozinha clássica. Sua maior receita é um nhoque que, de tão delicado, parece flutuar no molho de tomate com generosa quantidade de queijo fontina. Sai por R$ 93,00.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s