Nico Pasta & Basta (Desde 2009)

Tipos de Restaurantes: Italianos
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Costa Aguiar, 1586 - Ipiranga - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 20683000
Horário:
segunda-feira
Fechado
terça-feira
12:00 - 15:00 - 19:30 - 00:00
quarta-feira
12:00 - 15:00 - 19:30 - 00:00
quinta-feira
12:00 - 15:00 - 19:30 - 00:00
sexta-feira
12:00 - 15:00 - 19:30 - 00:00
sábado
12:00 - 16:00 - 19:30 - 00:00
domingo
12:00 - 16:00
monetization_on

Faixa de preço

De R$91,00 a R$130,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de dédito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Estacionamento/Valet (R$ 22,00), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (108), Comida (couvert) (R$ 13,00), Levar vinhos (permite) (R$ 45,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato e Saulo Yassuda

Intitulada espaguete à nico, a massa do Nico Pasta & Basta é executada no salão dentro de uma peça de queijo. Um dos garçons vai à mesa e leva uma bancada de apoio, onde repousa o enorme grana padano. Ele raspa o fundo do queijo, tirando lascas, e despeja uma concha de conhaque aquecido, com o qual faz um molho cremoso. Nessa espécie de panela, o creme de queijo é misturado ao espaguete para depois serem adicionados presunto cru e folhas de manjericão fresco. A sugestão sai por R$ 68,00. Para variar, o saboroso linguado guarnecido de risoto à parmigiana custa R$ 75,00.

Preços checados em julho de 2017.

    FARTURA DE QUEIJO

    A massa que acaba de ser incluída no cardápio do Nico Pasta & Basta não chega a ser novidade em São Paulo. No tradicional Tatini, nos Jardins, dá para pedir uma versão semelhante. Intitulado espaguete à nico, o prato chama atenção pela forma de preparação e pela intensidade de sabor. O ritual ocorre diante dos clientes. Um dos garçons vem à mesa com uma bancada de apoio na qual está um grande queijo grana padano, que funciona como uma espécie de panela. Ao mesmo tempo em que coloca uma concha de conhaque para aquecer num fogareiro, ele raspa o fundo do queijo, tirando lascas. Ali, acrescenta a bebida, com a qual faz um molho cremoso. No arremate, são adicionadas lascas de presunto cru mais folhas de manjericão fresco. Provar essa sugestão custa R$ 65,00.

    Preços checados em 22 de junho de 2016.

    (Por Arnaldo Lorençato)

    Comer e beber

    • 2015 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Imperador da gastronomia do Ipiranga, o delegado de polícia Osvaldo “Nico” Gonçalves é dono com sua mulher, Sandra Delbos que Gonçalves, deste restaurante italiano. O portfólio familiar no bairro inclui ainda a matriz da rede de pizzaria Sala Vip, o Bar do Nico e a Nico Hamburgueria. Nessa casa, a cozinha está sob o comando de Marina Lepore. A chef coleciona acertos num cardápio de clássicos. Pedida encontrada em botecos de quase toda a Itália, o arancino (R$ 29,00) ganha acabamento superior: tem casquinha fina, dourada e crocante, e interior macio com grãos de arroz soltinhos misturados a tomate seco e mussarela. Aromático, o capelete de abóbora e amaretto vem banhado por molho de manteiga e amêndoa (R$ 57,00). Três lâminas de nhoque à romana chapeadas acompanham o galetinho desossado sobre creme de alho-poró (R$ 49,00). Levíssima, a musse romeu e julieta é preparada com queijo fresco e calda de goiabada e chega à mesa com fatias da fruta caramelada (R$ 18,00). No piso superior fica uma bela adega climatizada que merece uma visita. (Preços checados em setembro/outubro de 2015.)

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      É barbada localizar o bonito restaurante de esquina com fachada revestida por coloridos ladrilhos hidráulicos. Este representante italiano pertence ao delegado de polícia Osvaldo Gonçalves, o Nico, proprietário também da rede de pizzarias Sala Vip, do Bar do Nico e da Nico Hamburgueria. Sua cozinha atravessa uma fase excepcional graças ao bom trabalho desenvolvido pela chef Marina Lepore, na casa desde 2012. Massas frescas e al dente povoam o cardápio, não muito extenso. Com gostinho de quero mais, o capello de bacalhau (R$ 55,00) é um ravióli redondo generosamente recheado com o pescado ao molho de tomate, azeitona preta e alcaparra. Escolhido para acompanhar o polpettone (R$ 49,00), o pappardelle banhado por um sugo levemente picante, de tão bom, compete com o bolo de carne moída recheado de parmesão. Macio como deve ser, o nhoque de mandioquinha é o parceiro para o ossobuco de vitelo (R$ 74,00). Com uma farofinha de pistache por cima e calda de damasco, a panacota brilha no arremate (R$ 21,00). Consulte a carta de vinhos, com alguns rótulos a preços muito razoáveis. (Preços checados em setembro/outubro de 2014.)

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2013 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Nos fins de semana, em especial no almoço de domingo, costuma lotar. A clientela do “doutor Nico”, o delegado de polícia e empresário Osvaldo Gonçalves, dono também da rede de pizzarias Sala Vip, do Bar do Nico e da Nico Hamburgueria, aparece para saborear os pratos em porções grandiosas. Com toque a mais de sal do que deveria no molho de manteiga e amêndoa laminada, o capelete de abóbora (R$ 49,00) chega al dente e com um recheio deliciosamente adocicado. A seleção de carnes inclui o carré de cordeiro em peça grande e inteira, na companhia de bavete, uma versão estreita do talharim fresco, banhada por molho de ervas (R$ 69,00). As sobremesas são sempre tentadoras. Versão à italiana do romeu e julieta, a musse de queijo leva recheio e cobertura de goiabada cremosa (R$ 15,00). Uma delícia! (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2012 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Mais uma das casas de sucesso criadas pelo delegado de polícia Osvaldo “Nico” Gonçalves, dono também da rede de pizzarias Sala Vip e do Bar do Nico. No salão amplo e agradável com desenho do arquiteto Roberto Migotto, a refeição pode ser aberta com a berinjela à parmigiana. Das massas, o macio nhoque de mandioquinha ganha um exuberante molho de tomate com costela desfiada. Conferem um toque refrescante ao prato as folhas frescas de manjericão. Na sobremesa, nem pense em dispensar a deliciosa panacota ao aroma marcante de baunilha salpicada de farofinha de pistache. Durante a semana, há almoço executivo. A carta de vinhos traz tintos como o Riff Dolomiti Merlot/Cabernet Sauvignon I.G.T..

      Veja SP

    • 2011 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Estabelecimento faz parte da edição Comer & Beber 2011/2012

      Veja SP

    • 2010 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Estabelecimento faz parte da edição Comer & Beber 2010/2011

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s