Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Acarajé e faláfel: a história dos quitutes quase gêmeos

Saiba onde pedir os bolinhos fritos de leguminosas

Por Gabriela Del'Moro Atualizado em 5 abr 2021, 11h09 - Publicado em 2 abr 2021, 06h00

Nem dá para imaginar que, com origens tão diferentes, o faláfel e o acarajé têm um parentesco. Os dois bolinhos são feitos com leguminosas — a base do primeiro é fava ou grão-de-bico e a do segundo, feijão-fradinho. Quase irmãos. De casquinha crocante e interior macio, ambos douram em óleo quente.

Ainda que a origem do faláfel cause discórdias, acredita-­se que tenha surgido no Egito antigo e acabou se espalhando por todo o Oriente Médio. “Alguns países possuem o hábito de comer bolinhos fritos, sendo os indianos os mais conhecidos. Através da Pérsia, o faláfel pode ter chegado ao Egito”, explica Rodrigo Libbos, dono da lanchonete Kebab Salonu e professor de gastronomia na Universidade Presbiteriana Mackenzie.

É a famosa comida de rua. Teria o faláfel influenciado o nascimento do acará (hoje acarajé), receita atribuída ao povo iorubá, na região africana onde ficam a Nigéria e o Benin. O feijão-fradinho foi o grão adotado para o quitute, frito em azeite de dendê.

A receita teria chegado ao Brasil pelas mãos de escravos e sido aperfeiçoada. Sagrado para o candomblé, o petisco oferecido em ritual ao orixá Iansã foi eternizado nos tabuleiros das baianas, servido com camarão seco, vatapá e caruru, o cozido de quiabo, sem esquecer a pimenta, quase obrigatória.

 

FALÁFEL

Os petiscos servidos no Pinati: sabores do Oriente Médio
Os petiscos servidos no Pinati: sabores do Oriente Médio Divulgação/Divulgação

Massa: grão-de bico ou fava
Origem: Oriente Médio
Temperos mais usados: cebola, pimenta síria, cominho, salsa, coentro
Fritura: óleo vegetal
Acompanhamento mais comum: molho de tahine (pasta de gergelim)

Confira onde encontrar abaixo.

Kebab Salonu > Os bolinhos de grão-de-bico aparecem em formato achatado, com interior verdinho pelo uso de coentro, salsinha e cebolinha. Chegam cobertos de gergelim em porção de cinco unidades ao lado de molho taratur, feito de tahine com limão (R$ 18,00; R$ 16,00 no delivery próprio). tel. 2373-9258 (também WhatsApp).

Pinati > A lanchonete de Santa Cecília expede uma ótima versão do salgado. As pequenas bolas com casquinha crocante e interior úmido temperadas de salsinha e coentro custam R$ 25,00 (quinze unidades), com molho de tahine à parte. Integram também o recheio de sanduíches no pão pita
(R$ 33,00) e no lafa (R$ 38,00), tipo de pão folha. Drive-thru: Alameda Barros, 782, Santa Cecília, tel. 3668-5424.

Shahiya > Em tamanho de coquetel, são feitos com um toque de hortelã neste restaurante árabe. Seis unidades saem por R$ 29,90. Curiosamente, a casa brinca com a similaridade com o acarajé e prepara a versão recheada de tabule (R$ 29,90). Drive-thru: Rua Inhambu, 790, Moema, tel. 2537-3337.

Continua após a publicidade

 

ACARAJÉ

Consulado da Bahia
A pedida clássica: porção do Consulado da Bahia Mario Rodrigues/Veja SP

Massa: feijão-fradinho
Origem: África Ocidental
Temperos mais usados: cebola, azeite de dendê
Fritura: azeite de dendê
Acompanhamentos mais comuns: camarão seco, vatapá (pasta de pão com temperos), caruru (quiabo) e pimenta

Confira onde encontrar abaixo.

Casa de Ieda > Toda sexta-feira, o restaurante disponibiliza para delivery um kit com quatro bolinhos de feijão-fradinho com vatapá, caruru, camarão seco e pimenta. A porção custa R$ 60,00 e deve ser encomendada com antecedência. tel. 4323-9158. Delivery: próprio.

Consulado da Bahia > O acarajé pode ser pedido em versão individual (R$ 21,90), maiorzinha, ou em tamanho médio, num quarteto (R$ 47,90). Vatapá, vinagrete e camarão fresco acompanham as duas versões. Drive-thru: Rua dos Pinheiros, 534, Pinheiros, tel. 3085-3873 e WhatsApp (tel. 94766-5816).

Tabuleiro do Acarajé > Vencedor da categoria de melhor salgado no guia COMER & BEBER de 2019, o quitute baiano é a especialidade local. De quinta a domingo, das 12h às 17h, pode-se encomendar o combo (R$ 70,00) com quatro acarajés de tamanho médio mais vatapá, caruru, camarão seco e pimenta, para aquecer e montar em casa. Drive-thru: Rua Jesuíno Pascoal, 30, Vila Buarque, tel. 95374-6357 (também WhatsApp). Delivery: próprio.

 

Fontes: Jorge da Hora e Lucas Medina (Centro Universitário Senac – Santo Amaro) e Rodrigo Libbos (Mackenzie).

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade