Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Saulo Yassuda, repórter e crítico de bares de VEJA São Paulo Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e das bebidas

Pina Drinques quer democratizar a coquetelaria

Bar da Barra Funda serve coquetéis em copos de vidro sem pesar nos preços

Por Saulo Yassuda Atualizado em 3 fev 2022, 19h21 - Publicado em 4 fev 2022, 06h00

Nada de taças no Pina Drinques. Copos de vidro, pequenos e baratos, como o barriquinha, o bico de jaca e o americano, são os receptáculos da maioria das bebidas do lugar.

Historiador e bartender, o dono, Gabriel Szklo, gosta de dizer que a proposta do negócio é democratizar a coquetelaria. Dessa forma, o uso dos copinhos ajuda a atrair quem, por ventura, acha tacinhas chiques demais — e também a baixar os preços, que começam em R$ 20,00 (ou R$ 16,00, até as 20h de segunda, quinta e sexta).

A proposta tem dado certo e atraído gente ao salão, aberto em setembro, com piso de cimento queimado e mesas de fórmica.

Ambiente iluminado por faixas de luz no teto. Mesas e cadeiras de cor vermelha acomodam a clientela
Ambiente: piso de cimento queimado e mesas de fórmica Ligia Skowronski/Veja SP

Duas dicas para bebericar: o plantador (runs, limão-tai­ti, açúcar e Angostura; R$ 26,00), que lembra um daiquiri menos diluído, e o rebordosa (cachaça, jurubeba e Cynar; R$ 20,00), criação do bartender Kennedy Nascimento na época em que passou pelo Riviera que dá nova vida aos drinques de pé-sujo.

Alguns coquetéis com ingredientes mais caros são servidos em doses de 75 mililitros, um pouco menores do que viriam normalmente. Entram no grupo o pina martini (gim, cachaça, rum, jerez fino com chá lapsang souchong e vermute seco, com uma azeitona; R$ 30,00), seco e defumado sem assustar, e o rosana (vermutes tinto e seco, Campari, uísque, tequila e tintura salina; R$ 32,00), ainda mais puxado no esfumaçado.

A conserva de miniberinjela com castanha-de-caju em pedacinhos no recheio (R$ 18,00) segue a linha da casa: agrada ao paladar e ao bolso.

Pina Drinques
Rua Brigadeiro Galvão, 177, Barra Funda, tel. e WhatsApp ( tel. 93751-8979).
Das 18h até 0h (domingo, segunda e quinta até 23h; fecha terça e quarta). 
Instagram: @pina.drinques. 

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Confira o cardápio:

print do menu do pina drinques.
Divulgação/Divulgação
Continua após a publicidade

 

 

 

 

 

 

 

 

Para ficar por dentro do universo dos bares e da gastronomia, siga @sauloyassuda no Instagram e no Twitter.

+ Assine a Vejinha a partir de 12,90 mensais

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)