Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha desde 2014. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Agustín: bar serve drinques e comidinhas em rua “escondida” do Itaim Bibi

Leia a crítica do bar, que parece um estranho no ninho no bairro

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 21 jan 2022, 12h06 - Publicado em 21 jan 2022, 06h00

Um estranho no ninho. Assim parece o Agustín, simpático bar montado na Rua Carla, uma via meio escondida no Itaim Bibi.

A atmosfera é mais tranquila que a dos bares vizinhos, e o ambiente, com paredes de demolição e móveis nostálgicos de segundo uso, transmite um gostoso clima de informalidade.

Os sócios Juglio Ortiz e Nora Brass, casal que tocou o extinto A Barra, na Barra Funda, e que mantém o novo negócio com Julián Rigo, estão sempre lá para acolher o público.

À esquerda de quem entra, fica Juglio, no balcão. Ali, ele executa drinques com insumos de fabricação própria, caso dos vermutes branco, branco seco e tinto (R$ 19,00 a dose de cada um).

Continua após a publicidade

A versão vermelha integra o agustín (R$ 35,00), com suco de abacaxi, limão, licor de lúpulo e água com gás. É levinho e mal se sente o álcool.

O pracinha (R$ 35,00), de bourbon, brandy de jerez e cachaça envelhecida em carvalho, vermute branco, açúcar e bitter da casa (R$ 35,00), parrudo, tem notas mais adocicadas.

Drinque de cor alaranjada servido em copo baixo e de fundo redondo decorado por um pedaço de abacaxi desidratado
Pracinha: bourbon, brandy de jerez, cachaça envelhecida em carvalho, vermute branco, bitter e açúcar (Ligia Skowronski/Veja SP)

A chef Nora também tem seu território marcado: ao lado direito do público, atrás de uma vitrine.

Dessa cozinha à vista, prepara os mexilhões (R$ 49,00), que aparecem com frequência, mas com a receita mudada a cada quinze dias. Podem vir, por exemplo, num caldo de curry amarelo ao leite de coco, coentro e pimenta dedo-de-moça.

Porção de mexilhões servida em cerâmica de cor amarela
Mexilhões: receita muda quinzenalmente (Ligia Skowronski/Veja SP)

Outra atração é o molete, pãozinho macio que ganha recheios como pancetta desfiada e kimchi (R$ 16,00).

São boas opções que merecem ser desbravadas pelo público do Itaim — e de outros cantos da cidade também.

Agustín
Rua Carla, 53, Itaim Bibi, tel. e  WhatsApp 97622-5555.
Das 19h até 23h30 (sábado também almoço das 13h até 16h; domingo das 13h até 17h; fecha segunda e terça). 
Instagram: @obaragustin. 

Continua após a publicidade

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Confira o cardápio: 

menu

Continua após a publicidade

Para ficar por dentro do universo dos bares e da gastronomia, siga @sauloyassuda no Instagram e no Twitter.

Assine a Vejinha a partir de 12,90 mensais

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.