Imagem Blog

Blog do Lorençato

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
O editor-executivo Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há mais de 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 16 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Felipe Bronze assina o menu do Taraz, no hotel Rosewood. Leia a crítica

A cozinha, que expede receitas sul-americanas, é tocada no dia a dia por Carol Albuquerque

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 11 ago 2022, 11h12 - Publicado em 11 ago 2022, 06h00

O logradouro chama atenção. Com cozinha do chef carioca Felipe Bronze (o mesmo do Pipo, no Museu da Imagem e do Som), o Taraz ocupa um pedaço do térreo da antiga Maternidade Condessa Filomena Matarazzo, transformada em parte do primeiro hotel da cadeia de luxo Rosewood no Brasil. O restaurante, integrante do complexo Cidade Matarazzo do francês Alexandre Allard, bomba desde a inauguração, e quem não tem reserva pode esperar até duas horas por uma mesa — os lugares se distribuem pelo salão com cozinha aberta e também pela varanda e entre as 25 oliveiras trazidas do Uruguai (urge que as raízes das árvores tenham aberturas maiores no piso).

Taraz Rosewood SP
Taraz: passeio pela cozinha sul-americana (Ligia Skowronski/Divulgação)

No dia a dia, a cozinha é tocada pela gaúcha Carol Albuquerque, que traz no currículo uma longa passagem pelo Maní e outra de pouco mais de um ano pelo Chez Claude. A proposta do menu, apresentado por uma equipe competente e gentil, é um passeio por receitas sul-americanas e quase tudo dá certo. Nada mais simpático que ser recebido com um drinque de boas-vindas de cortesia (composto de cachaça, limão e shrub, uma espécie de xarope, de uva e amêndoa na noite da minha visita).

Receitas que têm seu encanto: o excelente tiradito de camarão com chuchu na forma de picles e de lâminas tostadas, caldo de huacatay com jalapeño e trevo (R$ 70,00), numa espécie de reinterpretação andina do clássico carioca camarão com chuchu, e a caprichada tortilha de banana-da-terra verde e farinha de raspa de mandioca com pato no tucupi com coalhada de ovelha, abacaxi tostado, salada de cebola roxa e coentro ao lado de molho de pimentas, pimentão, tomate e tamarindo (R$ 65,00).

Tiradito Taraz
Tiradito: camarão com chuchu na forma de picles e de lâminas tostadas, caldo de huacatay com jalapeño e trevo (Lígia Skowronski/Veja SP)

Nessa mesma linha pop e agora mais botequeira, o choripán, tradicional sanduíche de linguiça da Argentina e do Uruguai, aparece em versão míni com embutido artesanal de cordeiro besuntado de chimichurri e aïoli no brioche de mandioca (R$ 40,00 o par). Como alertei antes, nem tudo funciona bem. A decepcionante costela de angus desfiada acebolada na chapa com farofa de biju (R$ 95,00), por exemplo, chegou quase ressecada e nem todas as guarnições ajudaram. Os chips de batata-doce laranja estavam salgados e o vinagrete de banana-da-terra melhorou um pouco a aridez.

Minichoripan de cordeiro Taraz
Minichoripán: linguiça de cordeiro, chimichurri e aïoli no brioche de mandioca (Ligia Skowronski/Divulgação)

Felizmente, uma das melhores confeiteiras da cidade, a gênio do açúcar Saiko Izawa, responde pelas ótimas sobremesas. Embora não seja exatamente bonita, a tarte tatin, aquela torta invertida criada pelas irmãs Tatin na França, tem uma variação de caju com castanha caramelada da própria fruta mais sorvete artesanal de baunilha brasileira (R$ 55,00) e é daqueles doces que fazem do fim de uma refeição um sonho. Caro, por sinal.

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Continua após a publicidade

Taraz
Rua Itapeva, 435 (Rosewood São Paulo), Bela Vista, telefone 3797-0540.
Das 12h até 16h e das 19h até 23h30 (sábado e domingo sem intervalo; fecha segunda).
Tem acessibilidade
rosewoodhotels.com.

Faixa de preço: $$$ (R$ 226,00 a R$ 395,00)

Veja o cardápio:

cardápio taraz

Continua após a publicidade

 

 

 

 

 

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 17 de agosto de 2022, edição nº 2802

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:

Continua após a publicidade

Facebook: Arnaldo Lorençato

Instagram: @alorencato

Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Continua após a publicidade

Caderno de receitas: + Fettuccine alfredo como se faz em Roma

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.