Imagem Blog

Blog do Lorençato

Por Arnaldo Lorençato
O editor-executivo Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há mais de 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 16 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Comer & Beber 2022: Guilherme Temperani é o restaurateur do ano

O empresário está à frente de um grupo de dez sócios que calcula ter investido 22 milhões de reais para montar o complexo gastronômico na região do Tatuapé

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 3 nov 2022, 23h37 - Publicado em 3 nov 2022, 22h39

“Sou do Tatuapé. Minha ideia é mudar o bairro para que se transforme em um dos melhores lugares do mundo”, diz o empresário Guilherme Temperani, 36. A ambição é gigante, mas Temperani está promovendo uma mudança significativa, do ponto de vista gastronômico.

Ele, que já tinha naquela vizinhança o restaurante Macaxeira, de culinária nordestina, e a casa de carnes Uru Mar y Parrilla, partiu para uma empreitada grandiosa. À frente de um grupo de dez sócios, seis deles investidores, inaugurou o complexo Vila Anália no início de maio, de proporções inéditas na cidade.

+ Comer & Beber 2022: conheça todos os premiados da edição

Nasceram no mesmo espaço simultaneamente quatro restaurantes com cardápios e salões próprios: o italiano Temperani Cucina, o francês Merci Brasserie, o japonês Susume e o espanhol Tapas 93. No mesmo pacote, foi aberta ainda a Vila Anália Pâtisserie, confeitaria com doces vistosos e muito bem-feitos. Veio logo depois o misto de empório e loja de vinhos do mezanino. Ainda faltava um último inquilino, que chegou agora em outubro à cobertura do imóvel: grego MII Rooftop, que tem um agradável espaço ao ar livre só para ele.

Continua após a publicidade

+ Saiba quais foram os endereços favoritos dos leitores

Para que todo o polo de 4 400 metros quadrados andasse nos trinques, Temperani e sua turma não economizaram ao contratar uma equipe de peso. Dão expediente por lá o chef italiano Antonio Maiolica e seus colegas Thiago Cerqueira, Fabio Sinbo, Eduardo Portillo e Pedro Frade, além do sommelier Ricardo Santinho. A cozinha central está nas mãos de Ligia Karazawa.

E não foi só isso. “Uma das minhas preocupações foi ter um hub apenas para delivery. Não quero que a pandemia volte, mas temos de estar preparados”, diz. Entre outros cuidados, há uma entrada separada para esse serviço, com a intenção de não atrapalhar o andamento dos restaurantes.

Continua após a publicidade

“Com tudo pronto, chegamos a um investimento total de 22 milhões de reais”, contabiliza Temperani, que se autodefine como um libriano indeciso e é dono de uma história familiar singular. Quando o tataravô Leopoldo Temperani deixou a Itália para viver no Brasil, no fim do século XIX, montou um circo com o nome da família. Seu papel nas apresentações era o de homem-bala. O avô, também Leopoldo e por quem Guilherme nutria tremenda admiração, arriscava a vida no globo da morte ao lado do irmão Osmar. “Nem carta tirei. Tenho fobia de carro, moto”, revela ele, que fez um baita esforço para tirar a foto desta página em cima de uma Kawasaki. “Se fosse na época do circo, eu seria o palhaço”, diverte-se.

Depois de abandonar os espetáculos sob a lona colorida, Leopoldo e Osmar montaram a lanchonete Dizzy, em Santana, que existe até hoje e pertence a filhos dos fundadores. Foi nessa casa que Guilherme se iniciou no mundo gastronômico lavando copos, aos 13 anos. “Lavava muito bem”, garante o pia, que prosperou no mundo dos negócios. Por seu empreendedorismo, Guilherme Temperani é o restaurateur do ano por VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER 2022/2023.

Leia a resenha sobre o Vila Anália aqui.

Continua após a publicidade

+ Conheça os melhores restaurantes

+ Consulte os bares campeões 

+ Veja os premiados em comidinhas

+ Os melhores endereços bons e baratos

Publicado em VEJA São Paulo de 9 de novembro de 2022, edição nº 2814

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:

Facebook: Arnaldo Lorençato

Instagram: @alorencato

Twitter: @alorencato

Continua após a publicidade

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas: + Fettuccine alfredo como se faz em Roma

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.