Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e das bebidas

Conhecemos o Bar do Cofre, espaço subterrâneo escondido no Farol Santander

Com administração do premiado SubAstor, o novo balcão do centro tem data de estreia prometida para o dia 1º de fevereiro

Por Saulo Yassuda Atualizado em 24 jan 2019, 18h27 - Publicado em 17 jan 2019, 17h15

Vem aí mais um endereço para a gente colocar na lista de “lugares para visitar no centro”. O Bar do Cofre, com previsão de abertura para o dia 1º de fevereiro, ocupará um espaço quase escondido no Farol Santander, em São Paulo.

O Farol Santander, visto do Edifício Martinelli Leo Martins/Veja SP

Fica no subsolo do nosso “Empire State Building”, no ambiente onde antes funcionou o cofre do Banco do Estado de São Paulo. Para entrar, você deve chegar ao lobby do prédio, virar à direita e descer as escadas (ou o elevador). Eu fiz um tour exclusivo ali no último dia 15.

Uma porta gradeada antecede o salão principal, que conta ainda com duas portas redondas e beeem pesadonas, que dividem os ambientes. São 16 tolenadas de aço reforçado e concreto em cada uma delas! Tá bom pra você?

Espaço terá alguns drinques já conhecidos pelo público Divulgação/Divulgação

O espaço é administrado pelo premiado bar de drinques SubAstor, da Vila Madalena. Trata-se do primeiro estabelecimento do grupo Cia. Tradicional de Comércio (grupo dono também do Astor, do Pirajá, da Bráz, da Lanchonete da Cidade…) a chegar ao centrão.

Muitos dos coquetéis da nova casa vêm do Sub, mas há algumas pedidas exclusivas, como o drinque the hidden. Servido em um copo alto com gelo, é gaseificado e leva uísque, chá rooibos, vermute tinto e Campari.

Cofres na forma de gavetas forram as paredes de uma das salas Divulgação/Divulgação

Vamos voltar ao ambiente, que tem um clima meio Gotham City. Como parte do espaço é tombada, o escritório LAB Arquitetos não pôde fazer taaanta interferência. Alguns móveis restaurados, como cadeiras, armários e sofás antigos, são de propriedade do Santander.

Uma sala chama a atenção pelas paredes repletas de gavetas, onde eram guardados valores dos correntistas — são 1995 compartimentos no total e apenas uma deles está aberto para os curiosos observarem.

Continua após a publicidade
Um grande sofá vai receber grupos maiores Divulgação/Divulgação

Tem ainda uma área com um sofazão, no entorno de umas mesinhas de apoio, que pode fazer sucesso entre os grandes grupos. “É o lugar mais sexy do bar”, disse Fabio la Pietra, o bartender do SubAstor, que está montando a equipe.

O Edifício Altino Arantes (nome original do Farol Santander) foi erguido em 1947 para abrigar a sede do Banco do Estado de São Paulo, o Banespa. O projeto é do arquiteto Plínio Botelho do Amaral

Muita coisa do passado ficou Divulgação/Divulgação

O Santander virou dono do prédio em 2000, com a compra do banco. Em junho de 2015, a empresa fechou o lugar para iniciar uma reforma e transformar o espaço no Farol Santander, um novo centro cultural na capital que pouco a pouco ganha mais opções gastronômicas. O Café do Farol fica no mirante desde a reabertura do espaço.

O Bar do Cofre começa a operar para o público às 17h no dia 1º. No dia 31, uma festa de abertura será realizada para convidados.

BAR DO COFRE SUBASTOR
Onde: Rua João Brícola, 24, centro, tel. (11) 3101-1217, no Farol Santander
Quando: quinta a sábado das 17h à 1h (a partir de 1º de fevereiro)
Quanto: drinques por 34 reais. Entrada gratuita

Leia o texto publicado na revista VEJA SÃO PAULO no dia 18 de janeiro:

Um ano após sua reabertura, o Farol Santander (antigo Banespão) está prestes a ganhar um canto para beber e petiscar. É prometida para 1º de fevereiro a inauguração do Bar do Cofre, no subsolo, onde eram guardados valores do Banco do Estado de São Paulo. Dividido em três salas, com grades e mobiliário antigo do banco, o espaço é administrado pelo bar SubAstor. A carta terá coquetéis que são ou já foram servidos na casa da Vila Madalena, além de uma seção dedicada ao uísque, com misturas novas como a the hidden (uísque, chá rooibos, vermute tinto e Campari; R$ 34,00). O famoso picadinho do Astor será servido em versão míni (R$ 33,00).

Quer mais dicas? Siga minhas novidades no Instagram @sauloy.

Continua após a publicidade
Publicidade