Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Bekaa representa a culinária libanesa no Morumbi; leia crítica

Restaurante é tocado por Patricia Abbud, que pertence à família dona da rede Saj, do Manish e do Farabbud. Veja a crítica do repórter Saulo Yassuda

Por Arnaldo Lorençato, Saulo Yassuda - 15 fev 2019, 06h00

Na história da gastronomia árabe na cidade, dá para desenhar a árvore genealógica da família Abbud, ligada a diferentes negócios no ramo. O novo endereço do clã se chama Bekaa e foi posto em pé no fim de 2018 por Patricia Abbud e seu marido, Gustavo Casconi, perto do Era Uma Vez um Chalezinho…

Até novembro, Patricia supervisionava as cozinhas da rede Saj, de propriedade de seu irmão, Paulo Abbud Filho, sócio ainda do Manish, no Itaim Bibi. O pai da dupla é Paulo Abbud, fundador do Farabbud, com unidades em Moema e na Vila Nova Conceição.

Trio de pastas: homus, coalhada seca e babaganuche, com pão saj à parte Ricardo D'Angelo/Veja SP

No pequeno salão do Bekaa — nome do vale onde nasceu boa parte da comunidade libanesa da capital —, é difícil não começar a refeição com o trio de pastas (R$ 34,00), que traz homus cremoso, coalhada seca consistente e babaganuche pedaçudo e deliciosamente defumado.

Para acompanhar, o pão saj fino (R$ 9,00) chega da cozinha soltando fumaça — temperatura parecida com a da esfiha de carne fechada (R$ 7,00), boa em sabor, mas sem delicadeza na massa.

Continua após a publicidade
Quibe cru: preparado com patinho e um pouco de pimentão, servido com cebola e hortelã Ricardo D'Angelo/Veja SP

Vermelho, o quibe cru preparado com patinho e um pouco de pimentão (R$ 41,00) merece ser pedido — assim como o trigo grosso (R$ 33,00). Os grãos cozidos, com carne moída e frango desfiado, aparecem úmidos e banhados em uma generosa quantidade de coalhada fresca.

Receita com trigo: os grãos cozidos com carne moída e frango desfiado são banhados em uma generosa quantidade de coalhada fresca Ricardo D'Angelo/Veja SP

No estilo caseiro, a mussaká montada na panelinha leva berinjela grelhada em cubos, tomate e molho bechamel (R$ 46,00). É servida com arroz com macarrão cabelo de anjo dourado como acompanhamento.

Mussaká: montada na panelinha, leva berinjela grelhada em cubos, tomate e molho bechamel, servida com arroz com macarrão cabelo de anjo Ricardo D'Angelo/Veja SP

O menu, semelhante ao das outras casas dos Abbud, também traz o bolo da teta (R$ 16,00), composto de camadas de brownie de casquinha crocante, recheio de brigadeiro e cobertura de ganache. Como a nova versão é feita com chocolate meio amargo, fica menos doce e mais saborosa.

Bolo da teta: com chocolate meio amargo, é composto de camadas de brownie de casquinha crocante, recheio de brigadeiro e cobertura de ganache Ricardo D'Angelo/Veja SP

Avaliação: BOM (três estrelas)

Continua após a publicidade

Clique para conferir o cardápio:

Cardápio Divulgação/Divulgação

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

Valeu pela visita! Volte sempre e deixe seu comentário. Aproveite para curtir minha página no Facebook e minhas postagens no Instagram. As novidades quentes aparecem também no meu Twitter.

Publicidade