Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Filosofia estóica na prática, com Raphael Despirite

O que fazer diante do que não podemos controlar? O chef e empreendedor compartilha exercícios do estoicismo que ajudam no dia a dia

Por Helena Galante Atualizado em 19 mar 2021, 18h50 - Publicado em 22 mar 2021, 00h10

“Felicidade é boa comida, boa bebida e baixa expectativa.” Essa é uma das frases que o cozinheiro e empreendedor Raphael Despirite, convidado de Helena Galante para o episódio #93 do podcast Jornada da Calma, gosta de compartilhar numa espécie de diário público. Por trás das tiradas engraçadinhas e aparentemente descompromissadas, porém, está um estudo dedicado do estoicismo. “É uma filosofia que tem a ver com o que você pode controlar e o que você não pode controlar”, afirma. “Um conceito no estoicismo é o Amor Fati, ou ‘amor ao destino’. Eu chamo de ‘abraçar a granada'”, fala Rapha.

Nesse último ano, as granadas não foram poucas. Incluíram o fechamento do restaurante de sua família, o Marcel, e a restrição do seu projeto presencial Fechado para Jantar, que migrou para o formato digital em função da pandemia. “Isso não quer dizer que você vai ficar o tempo todo falando uhul, mas mesmo quando acontece uma grande treta, você pode abraçar esse negócio e se transformar.” Os estudos da filosofia somados à aplicação dos conceitos no dia a dia rendem inspirações sobre empreendedorismo e sobre a vida. “Eu brinco que é a história do Titanic: um dia você grita ‘Eu sou o rei do mundo’ e no outro é ‘Rose, dá as boias que nós vamos afogar’. A vida tem esse vai e volta.”

Publicidade