Clique e assine por apenas 6,90/mês

Confira quatro lugares para comer churros

A clássica massinha pode ser frita ou assada e ganhar diversos acompanhamentos, como doce de leite e sorvete

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 2 Apr 2019, 15h26 - Publicado em 29 Mar 2019, 06h00

Churros recheados, polvilhados de açúcar e canela, são uma das sobremesas mais apreciadas e nostálgicas. A massinha frita ou assada pode vir acompanhada do clássico doce de leite ou até de sorvete.

Para encontrar boas pedidas, a equipe de gastronomia de VEJA COMER & BEBER selecionou quatro casas. Confira:

el Carbón. A casa tem receitas finalizadas no forno a carvão, caso da costela suína com purê de mandioca e farofa (R$ 67,00). Para adoçar, vá de minichurros (R$ 28,00), servidos com doce de leite e bananada. A primeira filial acaba de ser aberta na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 1909. (☎ 3168-9068).

NB Steak. Melhor rodízio da capital pelo guia COMER & BEBER, o local oferece as carnes em forma de degustação (R$ 162,00 por pessoa), com cortes repetidos à vontade. Os churros com doce de leite (R$ 26,00), que são assados em vez de fritos, encerram a comilança com categoria.

Continua após a publicidade

Pobre Juan. O lugar, de inspiração argentina, serve carnes típicas preparadas na grelha. Vale provar a fraldinha (R$ 169,40) e o assado de tira (R$ 126,40). Na sobremesa, a clássica porção com a massinha frita e açucarada na taça com doce de leite dá o ponto-final à visita. Custa R$ 25,90.

Templo da Carne Marcos Bassi. Fundado pelo saudoso churrasqueiro Marcos Guardabassi (1948-2013), o endereço serve bons cortes, como o bife de chorizo (R$ 88,00). Uma cesta de churros fritos na hora e acompanhados de sorvete de canela compõe a sobremesa.

Publicidade