Clique e assine por apenas 6,90/mês

Seis lugares para tomar os melhores dry martinis

Um clássico, o drinque voltou a ficar em evidência nos bares da cidade

Por Veja São Paulo - Atualizado em 1 Jun 2017, 16h01 - Publicado em 9 Aug 2016, 16h15

Balcão: por R$ 39,00, a pedida é preparada com gim das marcas Gordon’s ou Tanqueray.

Baretto: a receita é servida bem gelada, com azeitona no fundo da taça e casca de limão na borda (R$ 54,00). 

+ Os bares ideais para paquerar conforme seu estilo

Bar do Jiquitaia
Bar do Jiquitaia

Boca de Ouro: o drinque (R$ 26,00) segue a proporção de 15 mililitros de vermute para 60 de gim. 

Bar do Jiquitaia: o barman Diogo Rodrigues serve seu dry martini (R$ 29,00) em taça retrô.

Negroni
Negroni

Le Jazz Petit Bar: o drinque pode ser feito com diferentes marcas de gim, como Tanqueray Ten (R$ 39,00).

Negroni: a carta do consultor Marco de La Roche inclui um dry martini (R$ 27,00) de respeito.

Publicidade