Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fondue: endereços com delivery e o que beber para harmonizar

Doces e salgadas, as receitas podem ser compartilhadas em casa

Por Redação VEJA São Paulo, Saulo Yassuda Atualizado em 10 jul 2020, 22h34 - Publicado em 10 jul 2020, 06h00

Ideal para ser compartilhada, a fondue é uma pedida muito procurada nos dias mais frios. Neste roteiro especial, confira lugares que servem a pedida para viagem, conheça uma novidade na área e saiba o que beber na hora de comerr o prato.

Outback Steakhouse
As fondues doce e salgadas ficam disponíveis até o fim do mês e vêm no pão australiano. A de queijo (R$ 89,90) é composta de gruyère, emmental e cheddar. Acompanha costelinha e camarão empanados, tiras de filé-mignon, cubos de frango, croûton, fritas e molho barbecue. A versão doce (R$ 69,90) é feita de chocolates meio amargo e branco e servida com brownie, frutas e marshmallow. A dupla sai por R$ 149,00. Delivery: iFood. Retiradas e salão: Shopping Center Norte, tel. 2221-7373. Mais 23 endereços.

Combo com versão doce e salgada: do Outback Ricardo de Vicq de Cumptich, Ricardo de Vicq de Cumptich/Divulgação

Florina
A casa é conhecida pelas receitas suíças, e a fondue está entre as especialidades, disponível de quinta a sábado. a mistura que combina os queijos emmental, gruyère e appenzeller é acompanhada de frios. Custa R$ 160,00. A opção chinoise (R$ 115,00) vem com carne em lâminas e caldo de legumes com vinho branco mais molhos variados. Cada uma serve duas pessoas. Delivery: tel. 5531-4036 e WhatsApp (tel. 99736-6417). Retiradas: Rua Cristóvão Pereira, 1252, Campo Belo.

Florina: frios acompanham pedida que combina queijos Ricardo D'Angelo/Veja SP

Bistrot de Paris
O chef Alain Poletto despacha o preparo para ser finalizado em casa. A fondue de queijo vem com os ingredientes porcionados e pode ser acompanhada de pão em cubos (R$ 99,00) ou itens de charcutaria como lombo defumado e calabresa apimentada (R$ 139,00). Delivery: tel. 3063-1675 e WhatsApp (tel. 99658-5901). Retiradas e salão: Rua Augusta, 2542 (Villa San Pietro), Jardim Paulista.

Opção de doce de leite: do Era uma Vez um Chalezinho Bruno de Lima/Divulgação

Era uma Vez um Chalezinho
Para variar, o endereço sugere uma opção de sobremesa feita com doce de leite. A pedida custa R$ 78,00 e vem ao lado de minichurros, frutas, waffle e marshmallow. O combo junto com a versão de queijo custa R$ 154,00. Delivery: iFood. Retiradas: Rua Jerônimo da Veiga, 149, Itaim Bibi, WhatsApp (tel. 96120-7903). Retiradas e salão: Rua Itapimirum, 11, Morumbi, WhatsApp (tel. 96120-7903).

Parigi: pedida de chocolate Leo Feltran/Divulgação

Parigi
As receitas do restaurante estão disponíveis durante a estação e podem ser solicitadas pelo delivery do Gero, casa do mesmo grupo. Sai por R$ 236,00 (para dois) a fondue savoyarde, que leva queijos emmental e gruyère, vinho branco e a bebida kirsch. Para mergulhar na mistura, vão legumes e pão. A versão doce é feita de chocolate meio amargo e acompanhada de frutas como abacaxi, morango e uva (R$ 114,00, para dois). Delivery: tel. 3896-4148, app próprio e iFood.

 

NOVIDADE: fondue para jantar (ou presentear)

Casa Maritaca: cesta com os ingredientes Divulgação/Divulgação

Presente de jantar
O recém-lançado Casa Maritaca, do designer Pedro Gerab (sócio do extinto Feed Food) e da consultora Sonia Lim, escolheu a fondue como o produto para dar start ao projeto de uma mercearia de artigos artesanais. Numa caixa de madeira, o mix de queijos brasileiros embalado vem junto de uma dose de vinho branco, alho, noz-moscada e pães da Fabrique. Um minirralador e uma colher complementam o kit, que dá para presentear. Custa R$ 159,00 e serve até três pessoas. Flores e vinhos também são entregues em casa, para criar o clima do jantar. Delivery: casamaritaca.com.

 

QUE VINHO BEBER?

Marcelo Copello, autor do blog Vinho e Algo Mais, dá dicas de como harmonizar cada versão do prato.

Continua após a publicidade

Queijo > A combinação clássica que é usada na suíça é um branco leve e seco da uva chasselas ou, na alemanha, um não tão seco da uva riesling. No Brasil, preferem brancos frutados e encorpados, do novo mundo, da uva chardonnay, por exemplo, ou até mesmo tintos.

Carne > A gama é mais ampla, variando muito conforme o tipo de molho. Mas um bom tinto do novo mundo, encorpado e com madeira, dá bem o recado, como um malbec argentino ou um tannat uruguaio ou brasileiro.

Chocolate > Um Porto do tipo LBV, um francês Banyuls ou um espanhol Pedro Ximenez vão bem.

+ Você pode encontrar vinhos em sites como Evino, Vinho Fácil e Wine

 

RETOMADA NA GASTRONOMIA – Com a reabertura parcial de atividades comerciais autorizada pelo governo do estado desde 6 de julho, parte dos restaurantes, bares e outros estabelecimentos ligados à gastronomia pode voltar a receber clientes, mas com restrições no horário de atendimento.

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

  •  

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade