Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Italiano Brown Sugar tem novo comando na cozinha

Um dos endereços de jeitão playboy da Rua Padre João Manuel, nos Jardins, o italiano Brown Sugar tem novo comando na cozinha. + A comemoração de 40 anos do Mocotó + Ranking com os melhores rodízios de comida japonesa de São Paulo + Quer saber onde almoçar ou jantar? Veja a lista de restaurantes selecionados + Para bancar […]

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 26 fev 2017, 21h58 - Publicado em 16 Maio 2014, 20h27
Rachel Codranski: de casa nova (Foto: divulgação)

Rachel Codreanschi: de casa nova (Foto: divulgação)

Um dos endereços de jeitão playboy da Rua Padre João Manuel, nos Jardins, o italiano Brown Sugar tem novo comando na cozinha.

+ A comemoração de 40 anos do Mocotó

+ Ranking com os melhores rodízios de comida japonesa de São Paulo

+ Quer saber onde almoçar ou jantar? Veja a lista de restaurantes selecionados

Continua após a publicidade

+ Para bancar o chef: as receitas de VEJA SÃO PAULO

Não é um, mas uma nova piloto dos fogões. Rachel Codreanschi, ex-pupila de Erick Jacquin (consultor do Tartar & Co e do La Cocotte Bistrot) no extinto Le Buteque, é quem manda ver na expedição dos pratos. Especializada em culinária francesa, ela teve uma passagem pelo Attimo, de Jefferson Rueda, antes de migrar para o Brown Sugar. Teve assim uma bela oportunidade de conhecer a culinária italiana do chef do ano, escolhido na mais recente edição “Comer & Beber” de VEJA SÃO PAULO.

“Comecei no início deste ano e agora acabo de mudar o cardápio”, conta. “Coloquei pratos como nhoque como o tortelli de cordeiro e a galinha caipira na panela.”

Com apenas 24 anos, ela gosta de frisar que antes tinha a influência de outros chefs. “Pela primeira vez monto um cardápio meu”, diz. Ela contabiliza que trocou quase 90% do antigo menu. “Só mantive os antigos sucessos.”

A conferir.

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível receber as novidades pelo Twitter.

Continua após a publicidade

Publicidade