Clique e assine por apenas 6,90/mês

Prefeitura confirma volta de bares e restaurantes na segunda (6)

Protocolo que autoriza retomada das atividades presenciais no setor será assinado no sábado (4)

Por Redação VEJA São Paulo - 3 Jul 2020, 16h05

O governo de São Paulo confirmou, nesta sexta-feira (3), que bares e restaurantes poderão reabrir a partir da próxima segunda-feira (6) em cidades que estejam na Fase Amarela do Plano São Paulo. A capital paulista, porém, está na etapa desde o dia 26 de junho.

Esse retardamento temporal em São Paulo, foi feito a pedido do prefeito Bruno Covas. O mandatário máximo do município propôs aguardar mais uma semana para permitir a volta da operação, seguindo uma recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus do governo estadual.

Nesta sexta (3) ao confirmar a autorização, Covas falou sobre as medidas de segurança nos estabelecimentos. As regras são válidas também para salões de beleza e barbearias, também inclusos na reabertura.

Além do uso de máscaras, os bares e restaurantes poderão funcionar apenas das 11h às 17h quando localizados na rua. Em shopping centers, o horário é das 16h às 22h. A ocupação dentro dos endereços deve ser limitada a 40% do capacidade, com a distância mínima de 1,5 metro entre as mesas. Confira aqui mais detalhes de como alguns dos principais nomes do setor estão se preparando para a reabertura, como apurou o editor sênior Arnaldo Lorençato.

Continua após a publicidade

O protocolo oficial será assinado neste sábado (4) pelo prefeito. O governo afirmou que as medidas de segurança devem ser seguidas à risca. “Ainda temos uma pandemia para controlar”, afirmou a secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

 

 

Publicidade