Clique e assine por apenas 5,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Cozinha do Lorençato convida Rafa Gil

Famoso por ser finalista do reality 'The Final Table', o chef conta sua trajetória internacional e explica como encanta seguidores com receitas no Instagram

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 14 ago 2020, 18h15 - Publicado em 14 ago 2020, 11h35

É uma comemoração e, ao mesmo tempo, uma despedida – ou melhor, um até breve. O Cozinha do Lorençato, um podscat de gastronomia, chega ao episódio #62 e encerra uma longa e prazerosa temporada na Vejinha. Foram tantos papos inspiradores! Do primeiro, com Paola Carosella a esse último com um convidado que está do outro lado do mundo. Sim, ele mora do outro extremo do planeta. Mas podem ficar tranquilos. Luiz Rafael Fernandes Gil, o Rafa Gil, fala português e muito bem.

A gastronomia me levou ao mundo, de Bataguassu, em Mato Grosso do Sul, a Jacarta, na Indonésia

Rafa Gil

Nascido na pequena Battaguassu, cidadezinha de menos de 20.000 habitantes na fronteira do Mato Grosso do Sul com o estado de São Paulo, ele ficou conhecido por sua participação no reality culinário The Final Table, gravado em Los Angeles, em 2018. Nessa época, dava expediente no restaurante The Ozone, em Hong Kong, e tinha como parceiro de bancada o mexicano Esdras Ochoa. Acreditem: a dupla chegou na semifinal numa competição extremamente difícil e com plateia de 200 pessoas.

O que me cativou no ‘The Final Table’ é não ter um prêmio. Participei do reality para mostrar o meu trabalho, além de cozinhar para os grandes chefs

Rafa Gil

“Nunca pensei em participar de um programa de TV. Acabei fazendo o The Final Table depois que uma blogueira de comida passou meu contato para os produtores”, conta. “O que me cativou no reality é não ter um prêmio. Participei para mostrar o meu trabalho, além de cozinhar para os grandes chefs.”

Rafa Gil: conversa gravada em Jacarta, na Indonésia Arnaldo Lorençato/Veja SP

Nossa conversa foi gravada pelo técnico Raphael Bertazzi direto da capital da Indonésia, onde trabalha para a rede americana de hotéis Marriott, mas está de mudança mais uma vez para a China. “A gastronomia me levou ao mundo, do Mato Grosso do Sul, a Jacarta, na Indonésia”, gosta de dizer. Formado em gastronomia no início dos anos 2000, ele pôs o pé no avião logo depois de concluir o curso. “Saí do Brasil em busca de aprender técnicas, mas pensava em voltar. Minha primeira parada foi na Espanha, onde tive uma grande evolução”, lembra.

Saí do Brasil em busca de aprender técnicas, mas pensava em voltar. Minha primeira parada foi na Espanha, onde tive uma grande evolução

Rafa Gil

Rafa Gil é uma simpatia. Num mundo cada vez mais virtual, nos conhecemos pelo Instagram, rede na qual mantém mais de 80.000 seguidores e encanta as pessoas com vídeos de receitas como porco agridoce, nhoque de batata-doce, pizza napolitana, torresmo de panela de pressão, t-bone de wagyu, espaguete à carbonara, bolo vulcão de chocolate…

Continua após a publicidade

“Na minha conta, até abril, tinha em primeiro lugar mais seguidores americanos, em segundo os mexicanos e só depois os do Brasil. Com a pandemia, mudou tudo. Hoje, a maior parte dos meus seguidores é de brasileiros”, calcula.

Para ouvir esse papo – reforço que não é uma despedida, mas só um até breve – dá o play no YouTube, no Spotify, no Deezer ou aqui:

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato

Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma

Continua após a publicidade
Publicidade