Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Seringa com vacina não aplicada é encontrada no lixo no interior

Família acusa técnica de enfermagem de não introduzir o imunizante em idoso de 87 anos

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 1 abr 2021, 14h44 - Publicado em 1 abr 2021, 13h54

Uma técnica de enfermagem foi afastada ontem (31) de suas funções após ser acusada de não aplicar a segunda dose da CoronaVac em um idoso de 87 anos em Itatiba, no interior de São Paulo. Em defesa, a profissional da saúde afirma que o vídeo em que aparece cometendo a irregularidade foi editado. A seringa foi encontrada ainda com o líquido no lixo.

A informação foi divulgada pelo secretário de Saúde, Renan Dias Irabi, na página da prefeitura da cidade no Facebook. Nas redes sociais, circulam imagens que mostram a técnica de enfermagem injetando a agulha no braço do idoso sem pressionar o pistão da seringa para aplicar a vacina.

A família do idoso procurou a unidade de saúde e mostrou o registro, segundo boletim de ocorrência. O idoso foi vacinado novamente e a equipe, em uma busca nas caixas de materiais de descarte, encontrou uma seringa ainda com o líquido.

“Chamamos este senhor novamente e ele recebeu o imunizante da forma adequada feita por outro servidor. Também imediatamente afastamos esta funcionária até que a gente possa apurar todos os fatos. Tenho certeza que esse fato isolado não vai comprometer toda a campanha de sucesso que tem sido a imunização contra a Covid no município de Itatiba”, ressaltou o secretário.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade