Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Governo federal vai adquirir doses das vacinas da Pfizer e da Johnson

De acordo com TV, ao menos 100 milhões de doses para a Covid-19 serão adquiridas de farmacêutica norte-americana

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 mar 2021, 17h30 - Publicado em 3 mar 2021, 17h16

O Ministério da Saúde vai adquirir todas as doses disponíveis das vacinas da farmacêutica norte-americana Pfizer e da Johnson & Johnson, afirma a CNN Brasil. De acordo com a emissora, a ordem de compra foi feita pelo ministro Eduardo Pazuello.

A GloboNews, por sua vez, divulgou que o governo federal acertou a compra de 100 milhões de doses da vacina da Pfizer. A Vejinha procurou o Ministério da Saúde sobre as informações e aguarda retorno.

A vacina fabricada pela Pfizer é a única com registro definitivo aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ou seja, pode ser aplicada em todas as faixas etárias, não apenas nos grupos de risco, caso dos imunizantes aprovados em caráter de uso emergencial, como a CoronaVac e a de Oxford.

O imunizante da Janssen-Cilag, braço do grupo Johnson & Johnson, ainda não teve o registro submetido à Anvisa. Caso aprovada e adquirida, o imunizante tem o potencial de acelerar a campanha no país: funciona em uma dose única, ao contrário de todas as outras disponíveis no país até o momento, e tem eficácia global de 66%.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade