Spadaccino (Desde 1998)

Tipos de Restaurantes: Cantina / Trattoria, Italianos
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Mourato Coelho, 1267 - Vila Madalena - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 30328605
Horário:
segunda-feira
Fechado
terça-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
quarta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
quinta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
sexta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
sábado
12:00 - 00:00
domingo
12:00 - 17:30
Rotisseria: 9h às 23h (sábado até 22h; domingo até 16h; fecha na segunda).
monetization_on

Faixa de preço

De R$111,00 a R$165,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Estacionamento/Valet (R$ 20,00) (1), Lugares/Capacidade total (50 lugares), Comida (couvert) (R$ 10,00) (2), Levar vinhos (permite) (R$ 35,00)

(1)R$ 15,00 no almoço de terça a sexta e R$ 20,00 nos demais horários, (2)grátis no almoço de terça a sexta e R$ 10,00 nos demais horários

Resenha por Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

Há mesas do lado de fora e no salão interno nesta trattoria instalada na Vila Madalena. Ainda que muitos paulistanos prefiram ir direto para o prato principal, vale abrir o apetite com uma salada de rúcula e lascas grandes de parmesão com presunto cru, temperada com vinagre balsâmico (R$ 30,00). Ainda que a combinação de lula e linguiça picante agrade no sazonal strozzapreti (R$ 52,00), o ponto da massa enroladinha sobre ela mesma poderia estar mais al dente, deslize que se repete no tagliatelle ao molho de três carnes e tomate (R$ 44,00). Para a sobremesa, tiramisu (R$ 22,00).

Informações checadas entre julho e setembro de 2018.

    Comer e beber

    • 2018 - Participante

      Cantinas/Trattorias Comer & Beber .

      Há mesas do lado de fora e no salão interno nesta trattoria instalada na Vila Madalena. Ainda que muitos paulistanos prefiram ir direto para o prato principal, vale abrir o apetite com uma salada de rúcula e lascas grandes de parmesão com presunto cru, temperada com vinagre balsâmico (R$ 30,00). Ainda que a combinação de lula e linguiça picante agrade no sazonal strozzapreti (R$ 52,00), o ponto da massa enroladinha sobre ela mesma poderia estar mais al dente, deslize que se repete no tagliatelle ao molho de três carnes e tomate (R$ 44,00). Para a sobremesa, tiramisu (R$ 22,00). (Informações checadas entre julho e setembro de 2018).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2017 - Participante

      Cantinas/Trattorias Comer & Beber .

      Dona de um agradável jardim de inverno com plantas nos fundos, a trattoria é tocada por Paula Lazzarini. De vez em quando, dá para ver no mezanino um funcionário todo enfarinhado a produzir as massas que vão ao prato, caso do ravióli de abóbora ao pesto (R$ 47,00). Um ou outro envelope de massa não chega bem vedado, é verdade, mas costuma agradar ao paladar. Antes, cai bem o arancino recheado de carne (R$ 18,23 a dupla). (Preços checados em setembro de 2017).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2015 - Participante

      Restaurantes italianos (cantina) Comer & Beber .

      Os irmãos Paula e Roberto Lazzarini cuidam pessoalmente dessa trattoria, que é um dos bons endereços da fervilhante Vila Madalena. Responsável pela cozinha, Paula expede o antepasto misto (R$ 39,00), composto de pimentões vermelho e amarelo, feijão-branco, berinjela desfiada, vitelo tonnato e rúcula. O strozzapreti (R$ 43,00), massa curta, semelhante ao fusilli e feita com ervas, linguiça picante e lula, entusiasma mais do que o nhoque spadaccino (R$ 35,00), cujo molho de tomate recebe um toque de creme de leite para driblar a acidez. O cordeiro assado em cubos vem com um bem composto risoto de romã de sabor adocicado. Custa R$ 55,00. Sobremesa praticamente obrigatória em todos os restaurantes italianos da cidade e em muitos de outras nacionalidades, o tiramisu (R$ 19,00) é feito com delicadeza. No arremate, não pule o café (R$ 4,50), cultivado na fazenda da família de Alberto Amorim, marido de Paula. (Preços checados em setembro/outubro de 2015.)

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 -

      Menu executivo - até 50 reais .

    • 2014 - Participante

      Restaurantes italianos (cantina) Comer & Beber .

      Trata-se de uma das melhores trattorias da cidade. O que faz sua cozinha tão preciosa é olhar atento da proprietária Paula Lazzarini, que repete aqui pratos que aprendeu com a mãe, dona Luciana Emeri, falecida em fevereiro. Chamado na Itália de stoccafisso, o bacalhau vem dourado por fora e úmido por dentro. Recebe a companhia de brócolis mais batata bolinha com casca e custa R$ 68,00. A porção de arancino de cogumelos (R$ 19,00, duas unidades), servida para petiscar, vale sozinha a visita. No caprichado almoço executivo (R$ 34,00), de terça a sexta, há pratos principais como a deliciosa dobradinha e a dupla de cannoli (R$ 10,00) de massa crocante e recheio de ricota com frutas cristalizadas e chocolate. Neste ano, Roberto, irmão de Paula, voltou a trabalhar na casa paulistana depois do fechamento de dois restaurantes que manteve na Bahia. (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2013 - Indicado

      Restaurantes italianos (cantina) Comer & Beber .

      Ainda que tenha uma ou outra intromissão de pratos de outras regiões da Itália, o cardápio desta ótima trattoria concentra-se em sugestões da Emilia-Romagna. As receitas foram tiradas do caderno de dona Luciana Emeri, de 89 anos, ex-cantora lírica e mãe da proprietária da casa, Paula Lazzarini. Algumas sugestões aparentemente simples são calorosas no estilo que se pode classificar como comida reconfortante. É o caso do minestrone (R$ 25,00) com legumes cozidos al dente: fava, cenoura, abobrinha e batata, esta mais macia. Outra sopa deliciosa, o tortellini in brodo (R$ 42,00) vem com delicadas massas recheadas no caldo de carne. Feita com uma mistura de carnes de porco e bovina mais pancetta, a lasanha à bolonhesa (R$ 36,00) parece com as que se saboreiam em trattorias de Bolonha. O coelho cozido no molho enriquecido por cogumelos vem na companhia de tagliolini na manteiga de alecrim (R$ 48,00). Semelhante a um tiramisu mas mais consistente, a zuppa inglese (R$ 14,00) arremata com doçura na medida o paladar. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2012 - Participante

      Restaurantes italianos (cantina) Comer & Beber .

      A casa montada por Paula Lazzarini é uma das trattorias mais charmosas da cidade. São decisivas para o sucesso receitas típicas da Emilia-Romagna, região italiana de origem dos pais da proprietária. Entre as pequenas joias está o brodetto dei pescatore, um caldo denso de tomate no qual nadam uma posta de peixe, camarão, lula e vôngole cercados por um colar de torradas ao alho. Outra boa pedida, o cordeiro assado e fatiado ao molho de vinho tinto recebe companhia de risoto de queijo parmesão. Antes desses pratos, mostram-se tentadoras entradas como coxinhas de rã fritas ao molho de ervas dispostas sobre torradas. O arremate fica na medida com a torta inglese, um bolinho de tâmara e ameixa na calda de caramelo mais sorvete de creme. Marido de Paula, Alberto Amorim cuida dos vinhos, abrigados desde abril de 2012 em uma bela adega para 1.200 garrafas. A carta saltou de sessenta para oitenta rótulos e inclui o italiano tinto Tegole Toscano I.G.T. 2007.

      Veja SP

    • 2011 - Indicado

      Restaurantes italianos (cantina) Comer & Beber .

      Não rara, a espera é demorada nos fins de semana. A clientela assídua que frequenta o antigo e agradável sobradinho transformado em cantina busca as receitas da proprietária Paula Lazzarini. Filha de italianos da região da Emilia-Romagna, a cozinheira faz um linguine nero de tinta de lula valorizado por vôngole num delicioso caldo de vinho branco. O toque especial fica por conta do alho na medida e do suave amargor de folhas de rúcula. Ainda no capítulo das massas, o tortellini de vitelo no cativante creme parmesão ganha força pela adição de lascas de presunto cru. Na companhia de uma polenta cremosa trufada, o ossobuco chega tenro, quase desmanchando ao toque do garfo. Embora predominem as sobremesas nascidas na Itália, faz bonito para encerrar o francês creme brûlé colorido por pistache. A atraente seleção de vinhos está sob a responsabilidade de Alberto Amorim, marido da proprietária. Entre rótulos sugeridos por ele encontra-se o Foja Tonda Vallagarina I.G.T. 2006. Neste ano, recebeu um voto do júri do “Comer & Beber”.

      Veja SP

    • 2010 - Participante

      Restaurantes italianos (cantina) Comer & Beber .

      Estabelecimento faz parte da edição Comer & Beber 2010/2011

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s