Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Restaurantes com seis ou mais décadas de tradição

Conheça casas veteranas na capital

Por Saulo Yassuda Atualizado em 20 jan 2022, 10h02 - Publicado em 19 jan 2018, 17h21

Em celebração aos 464 anos de São Paulo, comemorado no dia 25 de janeiro, listamos abaixo restaurantes veteranos da cidade.

Saiba onde comer bem e ainda fazer uma viagem no tempo.

Strudel de maçã: sobremesa do alemão Windhuk Clayton Vieira/Veja SP

Casa Garabed. Com um período de interrupção entre 1981 e 1986, o forno a lenha é aceso desde 1951 nesta casa armênia. O destaque são as esfihas, como a aberta de zátar (R$ 10,40) e as fechadas de escarola (R$ 11,00) e carne (R$ 8,40).

Jardim de Napoli. Tradicional, a cantina abriu em 1949. Tem ambiente acolhedor, com paredes verde-escuras e balcão de antepastos. O hit é o polpettone frito recheado de mussarela e coberto de molho de tomate (R$ 66,00).

La Casserole. Fundada em 1954, a casa francesa ocupa o Largo do Arouche. Duas dicas para comer: escargots em molho de manteiga, alho e salsinha (R$ 66,00) e pernil de cordeiro assado com feijões-brancos (R$ 82,00).

Jardim de Napoli
Jardim de Napoli: famoso pelo polpettone Mario Rodrigues/Veja SP
Continua após a publicidade

 

Rodeio. O restaurante, nascido em 1958, é dedicado às carnes. Apareça para saborear cortes como o tenro bife ancho (R$ 135,00) ou o prime rib (R$ 135,00). As pedidas fazem bom par com o arroz de carreteiro (R$ 32,00).

Roperto. É uma clássica cantina no Bexiga, fundada em 1942. O fettuccine verde de manjericão vai bem ao molho napolitano (R$ 68,00). Outra atração é o filé que leva o nome da casa, com ervilha, palmito, batata cozida e linguiça (R$ 101,00).

Pizza de calabresa com cebola: peddia da Speranza Fernando Moraes/Veja SP

Speranza. Tem movimento garantido a tradicional pizzaria, aberta em 1958 na Bela Vista. Entre as sugestões, há a pizza de escarola com mussarela (R$ 74,90) e a clássica de calabresa com fatias de cebola (R$ 76,90).

Sujinho — Bisteca d’Ouro. Surgiu em 1921 como um boteco e hoje é reconhecido pelas boas carnes. Muito famosa, a bisteca de contrafilé bovino feita na churrasqueira custa R$ 49,50. O restaurante não aceita cartões.

Windhuk. Aberto em 1948 e, desde então, dedicado às receitas germânicas. O joelho de porco frito vem com batata e repolho-roxo adocicado (R$ 91,80). Satisfaz duas pessoas. De sobremesa, tem strudel de maçã com chantili (R$ 14,00).

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês