La Casserole (Desde 1954)

Tipos de Restaurantes: Franceses
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Largo Do Arouche, 346 - Centro - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 33316283
Horário:
segunda-feira
Fechado
terça-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
quarta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
quinta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
sexta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
sábado
12:30 - 16:00 - 19:00 - 00:30
domingo
12:30 - 16:30
monetization_on

Faixa de preço

De R$131,00 a R$220,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de dédito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Estacionamento/Valet (R$ 20,00) (1), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (70), Comida (couvert) (R$ 14,00) (2), Levar vinhos (permite) (R$ 50,00)

(1)Valor por três horas, (2)R$ 11,00 (almoço de terça a sexta); R$ 14,00 (demais horários)

Resenha por Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

Com tantos endereços franceses que ficaram pelo caminho, como o La Paillote, tristemente fechado em maio aos 63 anos, o Casserole segue inabalável. Contam para essa enorme vitalidade o comando seguro da restauratrice Marie-France Henry e a qualidade da cozinha. A clássicos como o filé au poivre (R$ 69,00) vieram se somar bem-vindas novidades como a deliciosa porção de moules frite (R$ 57,00), mexilhões cozidos num caldo aromático de ervas, vinho e creme de leite para ser saboreados com fritas gordinhas e douradas. Os profiteroles (R$ 28,00) encerram.

Preços checados em 31 de janeiro de 2017.

    TRÊS VINHOS PARA UM PRATO

    Os fãs de vinho têm mais um motivo para fazer uma boquinha no La Casserole. De terça (29) a quinta (31) no jantar, o clássico francês propõe uma harmonização de três taças da região francesa de Bordeaux, com 125 mililitros cada uma. O trio é servido ao mesmo tempo acompanhando um prato. Os rótulos selecionados são o Château Beaumont Les Pierrières 2011, o Plaisir de Siaurac 2011 e o Château Jamin 2012. Ao cliente, cabe a tarefa de escolher a comida. São três opções: o boeuf bourguignon, o cassoulet ou o cromesquis, um bolinho feito com queijo brie e um mix de cogumelos mais azeite trufado servido com mais cogumelo e caldo. O combo custa R$ 134,00.

    Preços checados em agosto de 2017.

    (Por Saulo Yassuda)

    Comer e beber

    • 2015 - Participante

      Restaurantes franceses Comer & Beber .

      Trata-se de um fenômemo paulistano, mas à francesa, é bom que se diga. O Casserole chega à terceira geração com características muito especiais. Inaugurado há 61 anos, ocupa o mesmo endereço e pertence à mesma família. A restauratrice Marie-France Henry divide a administração da casa com o filho mais novo, Leo, de 25 anos. Junto com a mãe, ele se prepara inclusive para abrir uma filial mais simples da casa francesa, lá mesmo no Largo do Arouche, no térreo de um prédio que começará a ser construído. No menu, eternizam-se clássicos feitos como il faut nos mais tradicionais restaurantes parienses. Um dos melhores é o gigot d’agneau (R$ 76,00), a perna de cordeiro rosada por dentro servida com um delicioso feijão-branco. Há receitas mais modernas, mas que entusiasmam menos, caso do lagostim no leite de coco e curry com arroz de jasmim ao tempero de ervas (R$ 88,00). Delicado, o crepe suzete (R$ 33,00) segue como um dos melhores da cidade. Deixa um aroma de laranja na boca ao fim da refeição. (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 - Indicado

      Restaurantes franceses Comer & Beber .

      Um dos restaurantes mais singulares de São Paulo, que acaba de completar sessenta anos, pertence à mesma família desde a fundação. Quando foi inaugurado, em 1954, era chique morar e caminhar pelas ruas do centro. Os tempos mudaram, aquela região deteriorou-se, perdeu a poesia. Mas o Casserole continua inabalável, interpretando clássicas receitas francesas como versos de amor à cidade. Marie-France Henri, que herdou a casa dos pais, Fortunée e Roger, começa a dividir o comando com o filho Leo. Hoje, o jovem de 24 anos percorre as mesas perguntando aos clientes o que eles acharam da refeição. São sugestões como a fumegante sopa de cebola coberta por uma torrada (R$ 33,00) e versões de pato, caso do tradicional ao molho de laranja (R$ 62,00) e outra mais moderna do peito ao molho de tamarindo com minilegumes na manteiga de especiarias (R$ 69,00). Durante a semana, entra em cartaz um concorrido almoço executivo por R$ 49,50. (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2013 - Participante

      Restaurantes franceses Comer & Beber .

      Um dos endereços mais agradáveis da cidade deixa este trecho do centro ainda mais charmoso. Perto de completar sessenta anos, o restaurante é um destino seguro para quem aprecia a culinária francesa clássica, ainda que a proprietária Marie-France Henri sempre esteja empenhada em lançar alguma novidade, como a salada de espinafre em tamanho míni com camarão salteado e gomos de laranja (R$ 35,00). Onde mais provar a dobradinha francesa com o sonoro nome tripe à la mode de Caen (R$ 49,00)? Outro prato antigo e famoso da casa, o cassoulet (R$ 67,00) aparece aos fins de semana ou durante o inverno. Alto e macio, o minibolo de chocolate quente (não, não é um petit gâteau), vem regado por calda de licor de laranja e raspas da fruta mais um crocante de castanha-do-pará (R$ 21,00). (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2012 - Participante

      Restaurantes franceses Comer & Beber .

      Aos quase sessenta anos, o charmoso bistrô demonstra um vigor incrível. Essa chama de vitalidade pode ser creditada à restauratrice Marie-France Henri, que ocupou o lugar deixado por seus pais, os fundadores do restaurante Fortunée e Roger Henri. Coube a ela renovar o cardápio sem o descaracterizar. Entre as pequenas e certeiras intervenções, como reduzir o nome de omeletes e introduzir saladas, inexistentes até a década de 90. A forestière, por exemplo, compõe-se de folhas verdes, cogumelos shimeji e shiitake quentes, nozes e amêndoa. Caem bem qualquer uma das receitas clássicas na sequência. Em poucos lugares se encontrará um gigot d’agneau feito com mais brilho. Este pernil de cordeiro de interior rosado é fatiado diante dos clientes e recebe a companhia de feijão-branco. Intitulado filé henri IV, o corte alto de carne recebe uma generosa quantidade de molho béarnaise e batata suflê. O sommelier Sebastião Martins responde pela seleção de rótulos, entre os quais o francês tinto Château Petit Renouil 2005, de importação própria.

      Veja SP

    • 2011 - Participante

      Restaurantes franceses Comer & Beber .

      Estabelecimento faz parte da edição Comer & Beber 2011/2012

      Veja SP

    • 2010 - Indicado

      Restaurantes franceses Comer & Beber .

      A restauratrice Marie-France Henri sabe levar com bravura o trabalho iniciado por seus pais, Fortunée e Roger Henri, há mais de cinco décadas. Lotado quase todos os dias, o restaurante atrai pela qualidade e regularidade de seus clássicos, preparados por Antônio Jerônimo da Silva. Um deles é a perna de cordeiro assada, da qual se retiram fatias úmidas e vermelhas para ser saboreadas na companhia de feijão-branco. Em busca de novidades, a proprietária pede à segunda chef da casa, Beatriz Périssé, que proponha novidades. Duas delas: fricassê de coelho ao molho de vinho branco e mostarda em grãos guarnecido de risoto de parmesão com agrião e peito de pato no molho de tamarindo junto de minilegumes passados na manteiga de especiarias. A carta de vinhos está nas mãos do sommelier Sebastião Martins, o Tom. Entre os tintos, ele indica o francês Château de Lugagnac 2006 e o nacional Don Laurindo Merlot Reserva 2005.

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s