Speranza – Bela Vista (Desde 1958)

Tipos de Restaurantes: Pizzarias
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Treze de Maio, 1004 - Bela Vista - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 32888502(11) 32883512
Horário:
segunda-feira
18:30 - 00:30
terça-feira
18:30 - 00:30
quarta-feira
18:30 - 00:30
quinta-feira
18:30 - 00:30
sexta-feira
18:30 - 01:00
sábado
18:30 - 01:00
domingo
18:30 - 00:30
payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Entrega em domicílio ((11) 32888502), Estacionamento/Valet (R$ 20,00), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (280), Levar vinhos (permite) (R$ 35,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

Poucos são os lugares da cidade que chegam às seis décadas esbanjando vitalidade como esta casa montada originalmente no Morumbi e depois transferida para a Bela Vista, onde faz sucesso até hoje. Um êxito que se estende à concorrida filial de Moema. Hoje, as duas unidades estão nas mãos dos herdeiros dos fundadores, o casal de italianos Speranza e Francesco Tarallo. São eles que respondem por novidades como a ótima cobertura de burrata, tomatinhos, nozes, rúcula e parmesão (R$ 81,90), criada para celebrar o aniversário.

Informações checadas entre julho e setembro de 2018.

    Comer e beber

    • 2018 - Indicado

      Pizza Comer e Beber .

      Poucos são os lugares da cidade que chegam às seis décadas esbanjando vitalidade como esta casa montada originalmente no Morumbi e depois transferida para a Bela Vista, onde faz sucesso até hoje. Um êxito que se estende à concorrida filial de Moema. Hoje, as duas unidades estão nas mãos dos herdeiros dos fundadores, o casal de italianos Speranza e Francesco Tarallo. São eles que respondem por novidades como a ótima cobertura de burrata, tomatinhos, nozes, rúcula e parmesão (R$ 81,90), criada para celebrar o aniversário. Informações checadas entre julho e setembro de 2018.

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2017 - Participante

      Pizzarias Comer & Beber .

      Têm movimento garantido as duas unidades grandiosas da pizzaria, fundada em 1958 na Bela Vista. Famoso aperitivo, o tortano é um pão de calabresa que pode ser gratinado com parmesão e catupiry (R$ 24,50). Outro petisco, o montanara traz dois discos de pizza fritos até inflarem. São servidos com sugo e parmesão (R$ 19,90). Das pizzas, a nova pomodorini leva manteiga, mussarela de búfala e tomatinho (R$ 74,90). Se quiser outra sugestão, peça a de escarola com mussarela (R$ 74,90). (Preços checados em setembro de 2017).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2016 - Participante

      Restaurantes pizzarias Comer & Beber .

      É uma das pizzarias mais tradicionais da cidade. Em volta de mesas cobertas por toalhas xadrez, famílias e casais compartilham os discos de bordas largas. Uma das inclusões recentes, a fonduta (R$ 73,90) combina doses generosas de mussarela e catupiry sob parmesão gratinado. A carciofni (R$ 82,90) leva alcachofra em conserva com bastante alho e parmesão. Da linha de massas cantineiras, o farto fusilli preparado na casa pode ganhar a cobertura de molho bolonhesa (R$ 79,90). O cornetto di Nutella é um rolinho de massa doce recheado de pasta de avelã e chocolate, servido ao lado de uma bola de sorvete (R$ 24,00). (Preços checados em setembro/outubro de 2016.)

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2015 - Participante

      Restaurantes pizzarias Comer & Beber .

      Não há crise para esta pizzaria-fenômeno, sempre com filas na porta. O público que lota os salões das duas unidades tem uma relação afetiva com a casa, que teria sido, entre outras coisas, a primeira a fazer a clássica margherita (R$ 63,50) na capital. Comece pelo tortano, pão de calabresa e mussarela com uma quantidade marcante de gordura (R$ 17,70). Ainda entre as entradas, o antepasto misto (R$ 41,50) pode trazer as fatias de pimentão vermelho com acidez um pouco acima do ideal. Em compensação, a abobrinha no azeite dá vontade de repetir. Das coberturas para a massa de bordas largas há opções como a linguiça de javali com mussarela de búfala (R$ 73,50), a caprese (rúcula, tomate seco e mussarela; R$ 72,50) e a escarola bem refogada com alcaparra e um toque de aliche (R$ 67,00). A pastiera di grano (R$ 16,60) chama atenção entre as sobremesas. (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 - Participante

      Restaurantes pizzarias Comer & Beber .

      Faz parte do time de pizzarias veteranas da cidade e reivindica a introdução da margherita (R$ 59,00) em São Paulo. Além da massa clássica trazida pelo casal de fundadores, os imigrantes Speranza e Francesco Tarallo, o restaurante faz uma versão da receita com produtos certificados pela Associazione Verace Pizza Napoletana (AVPN). É de primeira, leva mussarela de búfala, custa R$ 44,00 e sai somente na versão individual. Empolgam menos as sugestões do cardápio convencional, entre elas a de berinjela em cubos (R$ 58,00) e a parma (R$ 68,00), coberta por presunto cru depois de sair do forno. De entrada, nem ouse pular o tortano (R$ 16,50), o melhor pão de calabresa com mussarela da cidade, servido morninho. Na carta de vinhos, encontram-se bons parceiros para a refeição. (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2013 - Participante

      Restaurantes pizzarias Comer & Beber .

      Em novembro a casa completa 55 anos tirando do forno ótimas pizzas. Carregada de história, a pizzaria surgiu originalmente no Brooklin, fundada pelo casal Speranza e Francesco Tarallo no fim dos anos 50. Esse ponto inicial, batizado de A Esperança, continuou a existir mas foi vendido a outros proprietários. A família Tarallo abriu primeiro a matriz da Bela Vista e, anos depois, a unidade de Moema, ambas sempre lotadas. Hoje, a terceira geração toca o negócio e mantém o padrão de qualidade atestado pelos discos de massa média e crocante que recebem coberturas como a abobrinha (R$ 55,00) e a clássica romana (R$ 61,00), esta mais forte no sal. Há também no cardápio três opções individuais certificadas pela Associazione Verace Pizza Napoletana (AVPN). Uma delas é a excelente caprese (R$ 40,00), composta de tomate-cereja em pedaço, mussarela de búfala, manjericão e um fio de azeite extravirgem de oliva. Na boa carta de vinhos, constam rótulos tintos nacionais e italianos de marca própria. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2012 - Indicado

      Restaurantes pizzarias Comer & Beber .

      Depois de quinze meses de uma reforma imperceptível para os clientes, a matriz do Bixiga passou por uma notável ampliação. As dependências do pavimento superior, antes ocupadas por moradia de funcionários, foram remodeladas com projeto do arquiteto Roberto Migotto e transformadas em duas novas salas. O bom cardápio segue inalterado nos dois endereços. Comece pelo tortano, o apetitoso pão de calabresa ou pelo antepasto misto (berinjela, abobrinha, pimentão e azeitona preta). Passe em seguida à ótima margherita, única opção que não se permite partilhar com as demais coberturas. Outra pedida sem erro, a cinghiale leva mussarela de búfala e calabresa de javali. Tem no cardápio três opções individuais certificadas pela Associazione Verace Pizza Napoletana, entre elas a marinara (molho de tomate italiano, alho, orégano e manjericão). O cuidado com a qualidade das pizzas garantiram 2 votos do júri do “Comer & Beber”. Acompanham vinhos de rótulos próprios produzidos da Serra Gaúcha e tintos como o francês Guilhem.

      Veja SP

    • 2011 - Indicado

      Restaurantes pizzarias Comer & Beber .

      É uma das pizzarias mais amadas pelos paulistanos e guarda uma longa tradição culinária, que lhe garantiu um voto do júri de VEJA SÃO PAULO. Hoje tocada pela terceira geração, a casa foi aberta pelo casal de imigrantes italianos Speranza e Francesco Tarallo no apagar da década de 50 no Bixiga. Essa unidade, sempre lotada como a filial de Moema, passou por uma recente remodelação. Ganhou uma área avarandada com vista para a rua e mais um salão. Em qualquer um dos dois endereços, a equipe de pizzaiolos faz uma margherita de primeira, única opção que não se permite divididir com outras coberturas. Outro acerto, a melanzane reúne cubos de berinjela e mussarela. Oferece ainda três opções certificadas pela Associazione Verace Pizza Napoletana: margherita, marinara (molho de tomate italiano, alho, orégano e manjericão) e caprese (tomate-cereja, mussarela de búfala e manjericão). Todas levam um fio de azeite extravirgem. Na boa carta de vinhos, comparecem exemplares como o Regaleali Nero d’Avola 2008, produzido na Sicília pela Tasca d’Almerita, além de rótulos próprios vindos da Serra Gaúcha.

      Veja SP

    • 2010 - Participante

      Restaurantes pizzarias Comer & Beber .

      Estabelecimento faz parte da edição Comer & Beber 2010/2011

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s