Imagem Blog

Tudo de Som Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Novidades da música, clipes, entrevistas, artistas, listas e shows, por Tomás Novaes.
Continua após publicidade

Boca Livre retoma carreira após rompimento e deseja ampliar o seu público

Após mais de dois anos de separação, o grupo vocal retorna com shows e novo disco com letras de Erasmo Carlos, Guilherme Arantes e Tim Bernardes

Por Tomás Novaes
26 jan 2024, 06h00

Afinidade e afinação totais. A mágica união das vozes de Maurício Maestro, David Tygel, Zé Renato e Lourenço Baeta, com o grupo Boca Livre, está em harmonia após mais de dois anos de separação por motivos políticos — e a celebração desta nova fase acontece no Sesc Pinheiros, com shows esgotados neste sábado (27) e no domingo (28).

“O importante foi ver que as divergências haviam sido superadas e que a vontade de fazer música era maior do que qualquer questão”, resumiu Maurício sobre o novo momento do conjunto carioca.

Fundado em 1978, o quarteto esteve separado de janeiro de 2021 a setembro de 2023, após a saída de David, Zé e Lourenço, motivada por divergências políticas com Maurício, que, na época, fez postagens críticas à vacinação contra a Covid-19.

A reaproximação partiu de uma vitória inesperada: no início do ano passado, a banda ganhou o Grammy de melhor álbum de pop latino com Pasieros (2022), gravado com o artista panamenho Rubén Blades.

Continua após a publicidade

“Foi um reconhecimento de todo o nosso trabalho. Eu não esperava ganhar naquela noite, concorrendo com Christina Aguilera, Camilo e Sebastián Yatra”, diz Lourenço, que subiu ao palco para receber a estatueta, em Los Angeles.

“Só o papo que tivemos depois da premiação foi um reencontro. Discordar entre nós, seja publicamente ou no cotidiano, é inevitável. Essa reunião é musical e convergente — a música aproxima, mesmo discordando”, completa o músico.

Desde que voltou, o Boca Livre já disponibilizou seus primeiros discos nas plataformas digitais, lançou um single inédito e prepara um novo álbum, previsto para maio. Além de canções dos quatro, nomes como Nando Reis, Tim Bernardes, Guilherme Arantes, Erasmo Carlos, Márcio Borges e Zeca Baleiro estarão na lista de compositores do trabalho.

“O Boca Livre tem muita vontade e possibilidade de furar bolhas e públicos, sem abrir mão da nossa maneira de fazer música. A gente espera que esse disco alcance muitas pessoas”, afirma David.

Continua após a publicidade

Questionados se há algum arrependimento do período de rompimento, Zé responde: “Acho que as coisas acontecem como têm que acontecer. Retornamos agora porque sentimos vontade de voltar, e antes sentimos que era o momento de nos separar. Superamos o suficiente para recuperar o encantamento de cantarmos juntos, que foi o que sempre nos uniu”, disse. ■

Publicado em VEJA São Paulo de 26 de janeiro de 2024, edição nº 2877

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.