Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 29 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Trencadís mescla Brasil e Espanha na cozinha; leia minha crítica

Restaurante está montado em uma casa com varanda na entrada e pé-direito duplo

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 12 ago 2019, 11h53 - Publicado em 9 ago 2019, 06h00

Não se pode dizer que o Trencadís é um endereço espanhol. Não por completo. Mas a culinária de Diego Cerqueira tem uma forte inspiração ibérica, já que o chef e sócio trabalhou em restaurantes como o Sant Pau, na Catalunha.

Na agradável casa de Pinheiros, com varanda na entrada e pé-direito duplo com um colorido desenho de um polvo gigante, o cozinheiro mescla Brasil e Espanha. O cardápio variado, ainda polvilhado com toques italianos e franceses, representa bem o nome do estabelecimento, que pode ser traduzido como mosaico.

Pancetta: com bolinho de bacalhau e purê de couve-flor Ricardo D'Angelo/Veja SP

De uma maciez exemplar, a lula em pedaços contrasta com o creme de morcilla, molho de tinta do molusco, ervilha-torta fresca, farofa de pão crocante à provençal e a mineiríssima ora-pro-nóbis (R$ 46,00).

A pancetta, quase se desmanchando de tão tenra, vem coroada com brandade de bacalhau apresentada como bolinhos de chuva, combinação para ser besuntada com o purê de couve-flor escurecido pelo caldo suíno. Custa R$ 46,00 e é realçada pela alegria que a pimenta-caiena traz à preparação.

Ambiente supercolorido: com pé-direito duplo Ricardo D'Angelo/Veja SP

Ainda de porco, o joelho desfiado e montado em carrés surge enfeitado de cenourinhas glaceadas com caldo de tangerina e assentado em outra mineirice: uma cremosa canjiquinha com queijo Tulha. Sai a R$ 52,00.

Embora seja oferecido como stinco de angus — aliás, não confie na precisão das descrições do cardápio —, trata-se de um parrudo ossobuco com mandioca e uma crocante farofa de presunto ibérico mais alho- poró e quiabo grelhado (R$ 56,00).

Com o nome de real alcazar, o palácio real de Sevilha, essa sobremesa explora com delicadeza a laranja na forma de musse perfumada, um bolinho, a fruta cristalizada, farofa cítrica e granita de licor triple sec (R$ 24,00).

Avaliação: BOM (três estrelas)

Confira o cardápio:

Divulgação/Divulgação
Continua após a publicidade

 

 

 

 

 

 

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma
+ O tiramisu original
+ O melhor petit gâteau do Brasil

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Continua após a publicidade

Publicidade