Imagem Blog

Blog do Lorençato

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
O editor-executivo Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há mais de 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 16 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Picchi fecha as portas no Itaim

Pouco depois de inaugurar a Trattoria Rosticceria Picchi no dia 12 de setembro, o chef Pier Paolo Picchi decidiu fechar o restaurante que leva seu nome no Itaim. O endereço refinado serviu sua última refeição no feriado de 12 de outubro. Conversei com Picchi e ele revelou que o movimento andava devagar, bem diferente da […]

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 27 fev 2017, 12h56 - Publicado em 18 out 2011, 22h33

Picchi: depois de abrir uma trattoria na Vila Olímpia, fechou o restaurante com seu sobrenome, no Itaim, onde pretende montar no lugar uma casa mais simples (Foto: Mario Rodrigues)

Pouco depois de inaugurar a Trattoria Rosticceria Picchi no dia 12 de setembro, o chef Pier Paolo Picchi decidiu fechar o restaurante que leva seu nome no Itaim. O endereço refinado serviu sua última refeição no feriado de 12 de outubro.

Conversei com Picchi e ele revelou que o movimento andava devagar, bem diferente da trattoria, que já faz sucesso. “Decidi fechar e reformar o ponto. Voltarei no início do ano que vem, provavelmente em janeiro, com uma proposta mais simples”, adianta. “Acho que os clientes têm evitado lugares caros.”

O chef conta que terá a mesma pegada da trattoria, mas com um cardápio diferente. “Os preços serão mais razoáveis que os do extinto Picchi e o ambiente, informal.”

Continua após a publicidade

Gôndola refrigerada com tortas, massas e molhos: produtos frescos (Foto: Arnaldo Lorençato)

Passei pela trattoria neste fim de semana. Aproveitei para comprar alguns itens da rotisseria anexa. É muito bom o franguinho de leite aromatizado com alecrim, recheado de farofa e acompanhado de pequenas batatas assadas com casca. Vem embalado a vácuo e não é exatamente barato. Custa 34 reais, mas vale a pena. O chef também acerta no espaguete (45 reais o quilo).

Galeto de leite: perfumado com alecrim, recheado de farofa e acompanhado de batata (Foto: Arnaldo Lorençato)

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.