Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

18 pessoas são feitas reféns em assalto de supermercado de SP

Vacinação contra a Covid-19 que ocorria no local foi paralisada

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 dez 2021, 15h49 - Publicado em 3 dez 2021, 15h47

Cerca de vinte criminosos entraram armados em um hipermercado Extra durante a sexta-feira (3). O caso ocorreu na Zona Sul de São Paulo, no Jardim Aeroporto. Dezoito funcionários que estavam no endereço por volta das 2h, durante a madrugada, foram rendidos pelos suspeitos, sendo que um deles foi baleado no pescoço.

+ Fotógrafo atingido por bala de borracha será indenizado 21 anos depois

Eles chegaram em um caminhão e anunciaram o assalto. O grupo obrigou os reféns a carregarem produtos do Extra até o baú do veículo. Os itens subtraídos eram principalmente televisões e outros aparelhos eletrônicos.

Um vigilante foi baleado no pescoço. Segundo relatos das vítimas, ele foi atingido mesmo sem ter reagido. O segurança foi levado para o Pronto Socorro da Santa Casa. Até o momento, ninguém foi preso. O caso é investigado no 27ºDP do Campo Belo.

No supermercado funciona o Megaposto Extra Aeroporto de vacinação contra a Covid-19 da prefeitura de São Paulo. Devido ao assalto, as atividades no posto foram suspensas. A administração municipal disponibilizou uma lista com as quatro UBS mais próximas do local:

UBS Jardim Aeroporto
Rua Viaza, 45 – Campo Belo

Continua após a publicidade

UBS Meninópolis
Rua Oscar Gomes Cardim, 142 – Vila Cordeiro

UBS Milton Santos
Avenida Ceci, 2.249 – Planalto Paulista

UBS Chácara Santo Antônio
R. Alexandre Dumas, 719 – Chácara Santo Antônio

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade