Hoegaarden ganha espaço próprio em Pinheiros; leia a crítica

Além das cervejas clássicas da marca belga, casa tem drinques assinados por Ale D'Agostino, do Apothek

Não faltam lugares para beber cerveja no Largo da Batata. Tem de tudo: das long necks de vendedores ambulantes, passando pelo “litrão” dos botecos, aos chopes de produção própria da Goose Island Brewhouse. Há dois meses, essa última categoria ganhou mais uma representante — e das boas.

É a Hoegaarden Greenhouse, primeira casa da marca nascida na Bélgica fora do país de origem a funcionar como cervejaria.

Witbier: feita de trigo, coentro e cascas de laranja, o carro-chefe da marca chega pronto da Bélgica

Witbier: feita de trigo, coentro e cascas de laranja, o carro-chefe da marca chega pronto da Bélgica (Clayton Vieira/Veja SP)

Sua principal receita, a witbier, feita de trigo, coentro e cascas de laranja, vem da cidade Hoegaarden, onde fica a fábrica desde a fundação, em 1965. Ela é a única que chega pronta de lá para ser servida no bar paulistano.

Antes de encher o copo, a especialidade pode passar por uma torre de infusão de laranja, para ressaltar o sabor e o aroma da fruta presente na fórmula.

Fachada: cervejaria chega ao Largo da Batata, em Pinheiros

Fachada: cervejaria chega ao Largo da Batata, em Pinheiros (Clayton Vieira/Veja SP)

As outras duas opções (até o momento) são preparadas na fábrica do bar vizinho, o Goose Island Brewhouse, comandado pelo mesmo gigante Anheuser-Busch InBev.

A IPA (indian pale ale) tem amargor marcante e a stout, cor escura e sabor caramelado característicos. As três versões são oferecidas em doses de 330 ou 500 mililitros, que custam R$ 15,00 e R$ 22,00, respectivamente.

Composição de chopes da Hoegaarden Greenhouse: witbier, IPA e stout

Composição de chopes da Hoegaarden Greenhouse: witbier, IPA e stout (Clayton Vieira/Veja SP)

Além dos chopes, há cervejas da marca que compõem drinques assinados pelo bartender do ano Ale D’Agostino, do Apothek. Banco, banqueta, cadeira e balanço espalham-se pelo bonito imóvel repleto de plantas nas paredes e no teto.

Durante a noite e nos fins de semana, a galera também papeia em pé, na área aberta ou em volta do balcão, à espera do próximo copo.

Avaliação: BOM (três estrelas)

Clique para conferir o cardápio:

Cardápio

Cardápio (Divulgação/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Quer mais dicas? Siga minhas novidades no Instagram @sauloy.

Leia também: Empório Sagarana encerra as atividades neste semestre

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha. É só clicar aqui.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s