Clique e assine por apenas 6,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet por Veja São Paulo. Quer sugerir uma pauta? Envie para alice.padilha@abril.com.br

Luisa Mell mostra em vídeo como estão os cães resgatados de canil

A ativista tirou de um espaço em Osasco 135 cachorros que viviam em péssimas condições

Por Carolina Giovanelli - Atualizado em 1 out 2017, 19h21 - Publicado em 1 out 2017, 18h52

Na última sexta (29), a ativista Luisa Mell, junto de parceiros, resgatou 135 cães de um canil em Osasco. Os animais sofriam maus-tratos e viviam em péssimas condições de saúde e higiene.

A protetora postou um vídeo neste domingo (1) mostrando o trabalho de sua equipe e a dificuldade de cuidar dos pets. Todos tomaram banho e foram tosados, já que tinham os pelos sujos e emaranhados. Alguns não sobreviveram, porém nasceram outros filhotes – muitas fêmeas estão prenhas.

Luisa também agradeceu a ajuda de todos. Escreveu: “Amigos, estamos literalmente trabalhando há 48 horas sem parar! Preciso muito agradecer a todos que estão ajudando, que estão compartilhando, a todos os voluntários que vararam as noites no Instituto Luisa Mell trabalhando e a todos que ajudaram. Assim foram nossos últimos dois dias. Perdi a conta de quantas vezes chorei e de quantas vezes me alegrei. Obrigada, muito obrigada por tudo!!!! Ainda há muito o que fazer. São muitos cães doentes e em péssimo estado, mas não vamos desistir de nenhum!!!

Assista:

Continua após a publicidade

Amigos, estamos literalmente trabalhando a 48h sem parar! Preciso muito agradecer a todos que estão ajudando, que estão compartilhando, a todos os voluntários que vararam as noites no Instituto Luisa Mell trabalhando e a todos que ajudaram. Assim foram nossos últimos 2 dias. Perdi a conta de quantas vezes chorei e de quantas vezes me alegrei. Obrigada, muito obrigada por tudo!!!! Ainda há muito o que fazer. São muitos cães doentes e em péssimo estado, mas não vamos desistir de nenhum!!!

Posted by Luisa Mell on Sunday, October 1, 2017

Continua após a publicidade

 

Em tempo: o instituto ainda precisa de muita ajuda financeira para cuidar dos animais. Doe!

Publicidade