Clique e assine com até 89% de desconto
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Mimo tem inauguração oficial marcada para o dia 14

O Mimo funciona em soft opening desde o fim de novembro nos Jardis. A inauguração oficial está programada para esta segunda, dia 14. Até que decidisse abrir o restaurante, sua proprietária, a empresária Fernanda Duarte, trabalhou por dez anos como advogada e administradora de empresa. O sonho de ter um restaurante para chamar de seu […]

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 27 fev 2017, 11h38 - Publicado em 11 jan 2013, 15h13

Salão do mimo: cenário para receitas contemporâneas (Foto: Fernanda Duarte)

O Mimo funciona em soft opening desde o fim de novembro nos Jardis. A inauguração oficial está programada para esta segunda, dia 14. Até que decidisse abrir o restaurante, sua proprietária, a empresária Fernanda Duarte, trabalhou por dez anos como advogada e administradora de empresa. O sonho de ter um restaurante para chamar de seu foi se concretizando com o curso de gastronomia na Universidade Anhembi Morumbi.

Curiosamente, o que a levou à escola de cozinha não foi a tradição familiar da boa cozinha. Fernanda enumera três motivos: “1) aprender a cozinhar já que morava sozinha e não sabia nada de cozinha pois não tive contato na minha família com ninguém que cozinhasse; 2) ter um momento para relaxar após o trabalho e um compromisso que me fizesse sair sempre que possível em um horário razoável da empresa; e 3) porque eu tinha consciência que meu paladar era muito primário e queria desenvolve-lo melhor”. Ao mesmo tempo, pensava em migrar da área administrativa para a de hospitalidade. Para completar essa guinada na carreira, ela pesquisou durante dois anos gastronomia contemporânea em restaurante de Chicago e Nova York.

Além disso, cercou-se de cuidados como contratar a tarimbada consultora gastronômica Ana Soares, do Mesa III. No desenvolvimento do cardápio, Fernanda solicitou pratos que de inspiração contemporânea, mas que fosse facilmente reconhecida “pelo paladar do paulistano médio, sem tanta intelectualização. Queria pratos que tivessem um refinamento delicado, principalmente nas guarnições e/ou apresentação”.

A tarefa de comandar o cotidiano da cozinha ela divide com chef Volney Miguel Ferreira, com passagem pelos restaurantes estrelados italianos e espanhóis, que ultimamente trabalhava no Santovino. “Incorporei-o ao projeto em setembro para que ele pudesse agregar uma nova visão internacional aos pratos que estávamos trabalhando no cardápio”, consta. “Mantemos um diálogo ativo sobre o que podemos fazer em termos de custos, em busca de fornecedores de qualidade e em busca de uma personalidade que agrade nossos clientes.”

A proprietária agregou ainda à equipe como subchef Thiago Miguel da Silva, que era do Beato (leia nota acima). Para erguer o Mimo, Fernanda conta ter investido cerca de 3 milhões de reais, incluindo a compra do imóvel.

A conferir.

Veja o cardápio do restaurante:

(Clique para ampliar)

(Clique para ampliar)

Continua após a publicidade
Publicidade