Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

MasterChef Profissionais: um caramelo duro de esculpir e o menu luso-brasileiro

Mais uma prova para meter terror nos participantes do MasterChef Profissional e bem no começo do programa. Ganha uma colherada de doce quem acertar do que se trata. Não é difícil saber que se trata de mais uma prova de confeitaria. O assunto intimida até quem sabe de cozinha, porque precisa de receitas precisas. Um […]

Por Arnaldo Lorençato Atualizado em 25 fev 2017, 21h21 - Publicado em 8 nov 2016, 17h33
MasterChefe_ep06_candidatos

(Foto: Carlos Reinis/Band)

Mais uma prova para meter terror nos participantes do MasterChef Profissional e bem no começo do programa. Ganha uma colherada de doce quem acertar do que se trata. Não é difícil saber que se trata de mais uma prova de confeitaria. O assunto intimida até quem sabe de cozinha, porque precisa de receitas precisas. Um passo em falso, ou seja, algum grama a mais, e o caramelo vira pedra.

+ Minha avaliação dos restaurantes dos MasterJurados

Os jurados Paola Carosella (Arturito e La Guapa Empanadas), Henrique Fogaça (Sal Gastronomia, JamileAdmiral’s Place e Cão Véio) e Erick Jacquin (Tartar & Co e Le Bife) desafiam os concorrentes a fazer uma escultura em açúcar. Fico lembrando de uma viagem ao Japão em que encontrei ótimos doces em Tóquio e em cidades como Matsue. Os japoneses são craques em trabalhar com o ingrediente.

MasterChefe_ep06_dário

O pior na escultura vai direto para a eliminação. Será a derrota do caramelo. Felizmente, ninguém se queima, o que é muito comum quando se trabalha com esse tipo de receita.

+ Em vídeo: a Padaria da Esquina, do chef português Vítor Sobral

A prova será tão rígida que o pior dos setes vai direto para a eliminatória, sem passar pela bateria seguinte. É um serviço comandado por Fogaça, no qual devem ser apresentados pratos da culinária portuguesa com uma visão brasileira. A novidade fica por conta de um convidado muito especial: o chef luso Vítor Sobral, dono do melhor restaurante de cozinha portuguesa de São Paulo, o Tasca da Esquina, assim como da Taberna da Esquina, onde se pode saborear o melhor almoço executivo até 60 reais, e da premiada Padaria da Esquina, ambas consagradas na mais recente edição especial Comer & Beber.

MasterChefe_ep06_joão

Continua após a publicidade

Em seguida, há mais uma disputa com doces. Quatro candidatos serão obrigado a preparar um quindim. Ou será uma torta de limão, um tiramisu ou strudel de maçã? Vai depender de um sorteio com nomes escritos em facas.

Caderno de receitas:
+ Bolinho de bacalhau, do chef Vítor Sobral
+ Bacalhau à brás, do chef Vítor Sobral
+ Petit gâteau, do chef Erick Jacquin

Obrigado pela visita. Aproveite para deixar seu comentário, sempre bem-vindo, e curtir a minha página no Facebook. Também é possível saber as novidades pelo Twitter e pelo Instagram.

Conheça os participantes e escolha para quem vai torcer:

#gallery-1 {
margin: auto;
}
#gallery-1 .gallery-item {
float: left;
margin-top: 10px;
text-align: center;
width: 33%;
}
#gallery-1 img {
border: 2px solid #cfcfcf;
}
#gallery-1 .gallery-caption {
margin-left: 0;
}
/* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */

Continua após a publicidade
Publicidade