Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Após falta de doses da vacina, secretário pede calendário ‘realista’

Mais de 60% dos pontos de imunização da cidade de São Paulo ficaram sem medicamentos na segunda-feira (21)

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 22 jun 2021, 12h01 - Publicado em 22 jun 2021, 10h05

A campanha de vacinação contra a Covid-19 foi suspensa na capital paulista nesta terça-feira (22) após centenas de pontos de imunização ficarem sem doses do medicamento. O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, disse que é importante ter um calendário realista.

“[É importante] que a gente tenha sempre um calendário que seja muito realista, que esteja adequado com a disponibilidade de vacina e com essa boa vontade da população que quer ser vacinada”, disse Aparecido a Globonews.

“Com o alargamento da chamada pirâmide, ou seja, a gente passa a descer nas faixas etárias onde tem o maior contingente de pessoas, é fundamental que nesse momento o abastecimento seja mais regular e, no caso da cidade de são Paulo, seja cada vez maior”, disse Aparecido.

LEIA TAMBÉM: Doria vai decidir nos próximos dias sobre vacinação de adolescentes

A gestão João Doria diz que o estado foi avisado tardiamente sobre a decisão da cidade de suspender a vacinação por falta de imunizante. Jean Gorinchteyn disse que o governo estadual só foi avisado sobre a suspensão às 18h.

“Todo o operacional de cada município é de responsabilidade de suas Secretarias Municipais da Saúde. Ontem, fomos avisados por volta das 18 horas que haveria essa paralisação. Já estava no nosso radar, no nosso calendário, fazer a distribuição hoje. É óbvio que se nós tivéssemos essa informação antecipada, teria sido possível nós remanejarmos essa distribuição de forma e caráter especial para o município ainda ontem”, disse o secretário em entrevista ao Bom Dia SP, da Rede Globo.

Paralisação

A prefeitura de São Paulo divulgou que a imunização contra a Covid-19 foi paralisada na cidade na terça-feira (22). Na segunda (21), ao menos 325 postos de saúde ficaram sem imunizantes antes do fim do dia, afetando a continuidade da campanha em toda a capital paulista.

Continua após a publicidade
Publicidade