Italy (Desde 2011)

Tipos de Restaurantes: Italianos
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Oscar Freire, 450 - Jardim Paulista - São Paulo - SP ver no mapa
Estabelecimento fechado

    Comer e beber

    • 2017 - Participante

      Italianos Comer & Beber .

      É a aposta italiana do grupo Egeu, que controla ainda o variado Kaá e a rede de lanchonetes General Prime Burger. O clima é descontraído, de trattoria moderna — preste atenção no móbile de rolos de macarrão da unidade do shopping. Banhado em molho de queijo gorgonzola, o ravióli de maçã verde oculta cubinhos deliciosamente firmes da fruta e cogumelo shimeji (R$ 53,00). Por R$ 87,00, o robalo encapado com amêndoas se desfaz ao toque do garfo em lascas úmidas sobre o molho de limão-siciliano com fatias de pupunha e de aspargo. (Preços checados em setembro de 2017).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2015 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Só de observar no movimentado restaurante a quantidade de mesas que encerram a refeição com um tiramisu caprichado na quantidade de queijo mascarpone (R$ 24,00) já se pode confirmar que esse é o braço italiano do Grupo Egeu, composto ainda do variado Kaá, da hamburgueria General Prime Burger e agora do japonês Z|San. Durante a semana, na hora do almoço, o entra e sai é justificado pelo atraente menu executivo proposto pelo chef Paulo Barros, por R$ 62,00. Uma combinação possível traz nhoque de semolina deliciosamente gratinado com zabaione seguido de tagliatelle de camarão, aspargo e cogumelo shiitake mais torta doce de creme de fava de baunilha e abacaxi, para a sobremesa. A qualquer hora, são boas opções à la carte a berinjela à parmigiana montada como uma torre (R$ 27,50) e o robalo em crosta de amêndoa acompanhado de rodelas de palmito pupunha e aspargo (R$ 78,00). (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Nesta casa com pinta de trattoria moderna, as massas frescas criadas por Paulo Barros e executadas pela subchef Bárbara Mugnaini dão o tom ao cardápio. Em fios coloridos por tinta de lula, o fettuccine negro vem com anéis do molusco em um molho de tomate bem líquido perfumado por alcaparra e manjericão (R$ 49,00). Ainda que tenha passado e dito olá a distância para quem não gosta de pratos picantes, a pimenta-do-reino dá nome ao interessante ravióli cacio e pepe (R$ 47,00). Sua massa recheada de queijo pecorino tem como base um bom creme agridoce de pera. A porchetta (R$ 63,00), que vai se tornando um clássico da casa, possui pele supercrocante e carne de porco com uma exuberância aromática de ervas. Acompanha o risoto de limão-siciliano com um traço excessivamente agridoce. Na sobremesa, peça o mil-folhas só se gostar de massa mais durinha e com muito caramelo (R$ 23,00). (Preços checados em setembro/outubro de 2014.)

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2013 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Desde o fim de abril, ganhou como vizinho de frente o bar-restaurante Mozza, irmão mais novo que pertence ao mesmo Grupo Egeu e ocupa o ponto deixado pelo espanhol Alma María. A concorrência do Mozza não abalou o movimento desta trattoria moderna supervisionada pessoalmente por Paulo Barros e pela subchef Bárbara Mugnaini. No cardápio de clássicos italianos feitos de um jeitão atual está a polenta branca com cotechino italiano e escarola (R$ 28,00), sugerida apenas de entrada. Com um toque de limão-siciliano no recheio, o tortelloni de queijo de cabra é banhado por molho de tomate (R$ 49,00). O escalope de filé-mignon, um bife fininho, servido no ponto desejado, tem a companhia de risoto de rúcula e tomate seco (R$ 59,00) enquanto o robalo vem com tagliatelli negro de tinta de lula colorido por rúcula, alcaparra e tomate seco (R$ 69,00). Durante a semana, o almoço executivo sai por R$ 59,00. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2012 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Com um toque de midas, Paulo Barroso de Barros transforma farinha em ouro. Foi assim quando assumiu o Due Cuochi Cucina, do qual se desligou em outubro de 2010. Dois meses antes de deixar o lugar que ajudou a tornar um sucesso, já havia montado o Italy em parceria com Paulo Kress Moreira, eleito o restaurateur do ano, e outros sócios. Desde então, a casa bomba. Invariavelmente, formam-se filas em sua porta e quem não chega cedo vê-se obrigado a esperar. O que atrai multidões ao endereço italiano são justamente as receitas de Barros. Entre os macarrões frescos, não há como ficar indiferente ao capelete de vitelo ao molho de cogumelo porcini. Completam as ofertas seis risotos acompanhados de uma carne ou pescado. Um dos melhores é o de rúcula junto de um carré de leitão caipira de pele dourada e crocante para ser regado a molho de mostarda. De segunda a sexta, faz almoço executivo. Para acompanhar os pratos, há tintos como o argentino Doña Paula Los Cardos Malbec 2010.

      Veja SP

    • 2011 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Estabelecimento faz parte da edição Comer & Beber 2011/2012

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s