On Va Manger

Tipos de Restaurantes: Franceses
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua São Miguel, 89 - Bela Vista - São Paulo - SP ver no mapa
Estabelecimento fechado

    Comer e beber

    • 2015 - Participante

      Restaurantes franceses Comer & Beber .

      O nome denuncia: trata-se de um restaurante francês. Ao contrário da maioria das casas do gênero, aqui se gasta pouco para comer bem. Embora mantenha opções à la carte, a melhor escolha é o menu completo de almoço e de jantar, que sai pelo preço fixo de R$ 39,50. Quem se encarrega de preparar pessoalmente os pratos é o chef e sócio Jean-Christophe Burlaud. As sugestões incluem, de entrada, a salada de folhas verdes com croûtons e vinagrete de cebola-roxa ou a sopa do dia e, de prato principal, o filé-mignon de porco, a ponta de agulha ou a quiche. Para a sobremesa, escolhe-se um mil-folhas ou café. No cardápio regular, pode-se provar o corte rústico de cordeiro entremeado de muita gordura servido na companhia de alface cortada em fios (R$ 42,50) ou a lasanha ao estilo francês preparada com ratatouille (R$ 28,00). Vale espiar os doces que ficam expostos na vitrine da confeitaria montada no centro do salão. (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 - Participante

      Restaurantes bom e barato Comer & Beber .

      Comer bem sem gastar muito em São Paulo é missão quase impossível. Quando se fala em culinária francesa então, o susto na conta costuma ser certeiro. Deliciosa exceção à regra, o On Va Manger serve um menu completo de almoço por R$ 34,50. Aberto em maio, este bistrô simples e sem afetações pertence ao chef Jean-Christophe Burlaud, nascido em Toulouse, e à paulistana Fernanda de Carvalho, da confeitaria Maison de Marie, no Butantã. O cozinheiro deixa os clientes à vontade para criar as próprias combinações. Só as entradas mudam a cada semana, e pode-se topar com a salada de alho-poró com vinagrete e chips de presunto cru, por exemplo. Da lista de oito pratos principais, o galetinho assado ao molho de tomilho fará você esquecer todos os frangos sem gosto que existem por aí. Outra maravilha, a dobradinha permanece no fogo até ficar macia, como manda a receita original. Nenhum acompanhamento bate a batata da casa, cozida, esmurrada e frita ao alecrim. As sobremesas, preparadas pela confeiteira Jéssica Braga do Prado, são escolhidas na vitrine da entrada. Tente resistir à musse de chocolate ou ao mil-folhas montado na hora. É bem difícil. Ajudam a aliviar a conta a água filtrada e o couvert, ambos cortesia. Promete abrir em novembro também para o jantar. (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s