Continua após publicidade

Conheça as principais obras da escritora Lya Luft, morta nesta quinta (30)

Transitando entre poesia e prosa, a artista gaúcha deixou um marco na literatura brasileira

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 30 dez 2021, 17h26 - Publicado em 30 dez 2021, 17h23

A escritora Lya Luft morreu na madrugada desta quinta (30) em sua casa, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Natural de Santa Cruz do Sul, a gaúcha tinha 83 anos e lutava contra um melanoma há sete meses. A autora, que estava internada, pediu para ficar em casa antes das festas de fim de ano, pois queria estar próxima da família.

+Diretor revela que mudou final de ‘Não Olhe Para Cima’ após improviso

Lya Luft nasceu em 1938 e formou-se em Letras Anglo-Germânicas na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em 1963. Era cronista, contista, romancista e poeta e, em sua multiplicidade de gêneros, sua obra deixou um marco na literatura brasileira. Também foi colunista de veículos jornalísticos, entre eles VEJA.

A seguir, confira os principais títulos da escritora gaúcha:

 

As Parceiras (1986)

Capa do livro
(Editora Record/Divulgação)

Romance de estreia de Lya Luft, que até então só havia publicado livros de contos e poemas, As Parceiras conta a história de uma família a partir de uma perspectiva feminina. O enredo é narrado por Anelise, uma mulher à beira do caos que busca em seu passado e no passado de seus familiares as razões para seu sofrimento.

 

O Lado Fatal (1988)

Capa do livro
(Editora Record/Divulgação)

Um dos livros de poemas lançados pela escritora, trata de temas como a complexidade das relações humanas, a força dos sentimentos e a dor.

Continua após a publicidade

 

O Rio do Meio  (1996)

Capa do livro
(Editora Record/Divulgação)

Com esse livro, Lya Luft venceu o prêmio de melhor obra do ano da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA). Em uma abordagem original – nem jornalística, nem ficcional – a autora versa sobre as descobertas de uma criança intrigada com a vida e seus mistérios, sobre o amadurecimento do ser humano, com seus conflitos e alegrias, sua coragem e fracassos.

 

Perdas & Ganhos (2003)

Capa do livro
(Editora Record/Divulgação)

Considerado um best-seller, o livro, um misto de ensaio e memórias, chegou em sua 40ª edição, com mais de 600 mil exemplares vendidos, segundo a Editora Record. Além disso, a obra ganhou edições em inglês, alemão, espanhol, francês e italiano. 

 

As Coisas Humanas (2020)

Capa do livro
(Editora Record/Divulgação)

Última obra lançada pela escritora, o romance traz reflexões acerca do luto e faz uma ode ao seu filho André, que morreu em 2017, aos 52 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Novamente, Lya Luft mistura textos e memórias em uma prosa poética que trata de temas comuns à existência humana.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

 

 

 

 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.