Continua após publicidade

Surto de Covid obriga navio de cruzeiro a voltar para o porto de Santos

MSC Splendida teve 77 casos confirmados; outro navio, Costa Diadema, teve 68 registros, Anvisa pode até suspender temporada

Por Clayton Freitas
Atualizado em 30 dez 2021, 18h36 - Publicado em 30 dez 2021, 14h27

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou nesta quinta-feira (30) que duas embarcações de cruzeiro registram surto de Covid-19. Um desses navios estava em Santa Catarina e foi obrigado a retornar ao porto de origem, o de Santos, no litoral paulista.

+Cidade de São Paulo já acumula 69 casos da variante Ômicron

O navio MSC Splendida saiu de Santos no último domingo, dia 26, e faria um cruzeiro de Réveillon. As paradas previstas eram em Porto Belo e Balneário Camburiú, em Santa Catarina, Cabo Frio (RJ) e Ilhabela, no litoral norte. O retorno para Santos estava previsto para o dia 2, próximo domingo, porém, a volta foi antecipada após o registro de casos de Covid-19.

A embarcação transportava cerca de 4 000 pessoas, entre tripulantes e passageiros. Exames detectaram que 77 pessoas testaram positivo para a Covid-19, sendo 51 tripulantes e 27 passageiros. Outras 54 pessoas que tiveram contato com esses ocupantes do navio também foram isoladas.

Continua após a publicidade

O MSC Splendida foi submetido a uma fiscalização de agentes da vigilância epidemiológica quando estava em Balneário Camboriú. Os agentes determinaram ainda a testagem de 100% da tripulação. Os exames detectaram novos casos positivos além daqueles já relatados.

+Instituições federais não podem exigir vacina contra covid-19, diz MEC

Segundo a Anvisa, todos os 132 ocupantes tiveram de desembarcar nesta quarta-feira (29) em Santos e foram transportados em veículos específicos. “Até o momento, não estão autorizados novos desembarques ou embarques e o navio deve permanecer atracado em Santos até a finalização da análise dos dados epidemiológicos pelas autoridades de saúde”, informou a Anvisa.

Continua após a publicidade

Costa Diadema
Um navio de cruzeiro de outra empresa, o Costa Diadema, também registrou casos positivos de Covid-19. A embarcação saiu de Santos na última segunda-feira (27) e atracou no porto de Salvador (BA) na manhã desta quinta-feira (30).

Segundo a Anvisa, num intervalo de 24 horas entre quarta-feira (29) e quinta-feira (30) foram confirmados 68 casos de Covid-19, sendo 56 tripulantes e 12 passageiros.

+Governo tem 1 milhão de carteirinhas de vacinação infantil prontas

“Destaca-se que a Anvisa não autorizou a operação da embarcação em Salvador, estando proibido o embarque e desembarque de viajantes até que seja finalizada a investigação em andamento”, informou a agência, em nota.

Segundo a Anvisa, estão embarcados 1.320 tripulantes e 2.516 passageiros, totalizando 3.836 viajantes. O navio tinha como próximo porto o de Ilhéus, também na Bahia.

A Anvisa informou em nota que estuda as medidas que tomará. Elas podem incluir a necessidade de quarentena ou mesmo de suspensão das atividades.

Continua após a publicidade

Essa não foi a primeira vez que essas duas embarcações registraram casos de Covid a bordo.

Em nota enviada no início da noite desta quinta-feira, a Costa Crociere, empresa responsável pelo navio Costa Diadema,  confirmou que o embarque e desembarque de passageiros no navio Costa Diadema está cancelado conforme decisão da Anvisa.

“Graças aos robustos protocolos de saúde e segurança a bordo, que incluem testes de rotina para membros da tripulação e para os hóspedes, o navio foi capaz de identificar alguns casos positivos de Covid 19 que foram prontamente isolados juntamente com seus contatos próximos”, informa a empresa, em trecho de nota enviado à reportagem.

Continua após a publicidade

A empresa informa que a sanitária a bordo do navio está sendo constantemente monitorada e controlada e que continua cooperando com a agência sanitária. “A saúde, a segurança e o bem-estar dos hóspedes, tripulantes e das comunidades no destino são prioridades para a Costa Crociere”, diz.

A MSC Cruzeiros foi procurada para comentar o assunto, porém, até a conclusão desse texto, não havia se posicionado a respeito.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.