Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Saulo Yassuda, repórter e crítico de bares de VEJA São Paulo Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e das bebidas

Hotel Maksoud Plaza interromperá o funcionamento

O tradicional estabelecimento da Bela Vista, que abriga o premiado Frank Bar, está em recuperação judicial desde o ano passado

Por Saulo Yassuda Atualizado em 20 jan 2022, 14h31 - Publicado em 3 dez 2021, 18h20

O Maksoud Plaza, um dos mais importantes hotéis de São Paulo, suspende o funcionamento na terça (7). Fornecedores do estabelecimento têm recebido a informação, confirmada por funcionários do local. Clientes que ligam para fazer uma reserva para o fim do ano escutam a notícia que o Maksoud “não vai estar mais operando” depois do dia 6 e que não há previsão de retorno.

Um clima de incerteza ronda o hotel. “Não sabemos se é provisório ou definitivo, foi uma manobra judicial. Está tudo muito obscuro”, afirmou um dos colaboradores. O Maksoud Plaza não se pronunciou sobre o fechamento nem deu a data do retorno das operações.

Atualização: na manhã da terça (7), a HM Hotéis, administradora do Maksoud Plaza, e sua controladora, a Hidroservice Engenharia, confirmam o fechamento definitivo do hotel.  A crise acelerada pela Covid-19 e o plano de reestruturação foram apontados como razões do encerramento de atividades após 42 anos. (Leia, no fim deste post, o comunicado oficial.)

Frank Bar
O premiado Frank Bar: ótimo bar do hotel Fernando Moraes/Veja SP

Em setembro de 2020, o estabelecimento que é um dos símbolos de requinte da hotelaria paulistana, entrou com um pedido de recuperação judicial para pagar as dívidas de 110 milhões de reais. O hotel ficou fechado por seis meses durante a pandemia da Covid-19. Desde o início da RJ, a operação seguia aparentemente sem grandes percalços, apesar de medidas judiciais.

Um dos ícones paulistanos no serviço de hospedagem e de gastronomia, o hotel viveu seu auge nas décadas de 1980 e 1990. Abrigava restaurantes famosos e sua casa de espetáculos, a 150 Night Club, recebeu nomes como Frank Sinatra. Entre os hóspedes célebres, já passaram por lá Margaret Thatcher, ex-primeira-ministra britânica, e o músico inglês David Bowie. Nos últimos anos, o lobby  voltou a brilhar com a abertura do ótimo Frank Bar, dedicado à coquetelaria e vencedor do prêmio VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER em 2016 e 2019.

 

Confira o comunicado de fechamento do hotel:

Nota oficial

Caro cliente,

A HM Hotéis, administradora do Maksoud Plaza, e sua controladora, a Hidroservice Engenharia, comunicam que o hotel encerrou suas atividades nesta terça-feira (7/12/2021), após 42 anos de atividades, em função da crise do Covid-19 e do plano de reestruturação do Grupo Hidroservice.
Se você tem reserva em período futuro no Hotel, será imediatamente reembolsado.

Continua após a publicidade

A HM Hotéis prosseguirá no segmento de hospitalidade utilizando a marca Maksoud Plaza. Em breve, a empresa anunciará novidades sobre esses projetos e espera contar novamente com a sua presença e confiança nestes novos empreendimentos.

A Hidroservice Engenharia, a HM Hotéis e o Maksoud Plaza agradecem aos colaboradores, parceiros, fornecedores e em especial a você, nosso cliente, que compõe o grupo de mais de 3 milhões de hóspedes que ajudaram a construir a história do hotel e da cidade de São Paulo.

Um pouco da nossa história

Inaugurado em 1979, o hotel foi o primeiro cinco estrelas da cidade. O edifício é marcado pelo arrojo arquitetônico, introduzindo inovações como os primeiros atrium lobby e elevadores panorâmicos do País. Em 1981, Frank Sinatra apresentou-se no Salão Nobre do hotel. Referência absoluta de luxo e sofisticação, o Maksoud Plaza tornou-se o destino certo da realeza, astros da música e celebridades.

Hospedou os príncipes Rainier e Albert, de Mônaco, a primeira-ministra da Grã-Bretanha, Margareth Thatcher, os Rolling Stones, Ray Charles, a atriz francesa Catherine Deneuve e o diretor espanhol Pedro Almodóvar, entre tantos outros.

Nos anos 1980 e 1990, o 150 Night Club foi uma das casas de espetáculos mais disputadas do Brasil. Músicos como Tom Jobim, Julio Iglesias, Bobby Short, Alberta Hunter, Etta James, Billy Eckstine, Buddy Guy e Dorival Caymmi fizeram shows memoráveis no local. Em 2015, o Frank Bar foi inaugurado e logo entrou na lista dos melhores bares do mundo, segundo a World’s 50 Best Bars.

Muito obrigado, caro cliente

Assine a Vejinha a partir de 12,90 mensais

Valeu pela visita! Tem alguma novidade para me enviar? Meu e-mail é saulo.yassuda@abril.com.br

Também estou no Instagram: @sauloyassuda

E, olha só, voltei ao Twitter: @sauloy

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês