Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha há dez anos. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Crítica: Barouche reabre na Vila Madalena como bar, café e livraria

Velha conhecida dos boêmios do Centro, onde funcionou até 2019, a casa ganhou uma nova unidade de rua em uma via cada vez mais gastronômica

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
13 out 2023, 06h00

Cada vez mais agitada gastronomicamente, a Rua Medeiros de Albuquerque, na Vila Madalena, ganhou em agosto um novo ocupante: o Barouche.

Vizinho do Shihoma Pasta Fresca, a melhor trattoria pelo COMER & BEBER 2023, o bar é um velho conhecido dos boêmios do Centro, onde funcionou de 2016 a 2019 no Largo do Arouche, e dos frequentadores do Cinesala, onde tem uma versão café-bomboniere.

A nova configuração, bar-livraria-café, ocupa o salão com prateleiras de livros. Lugar mais gostoso de ficar, a varanda escurinha à noite pode funcionar para encontros a dois.

Prato branco com guacamole à esquerda e pedaços de pão no formato retangular à direita. Uma mão segura um pedaço do pão com guacamole.
Guacamole: com cebola, coentro e pimentas, na companhia de pão sírio (Ligia Skowronski/Veja SP)

A carta de drinques, tímida, resgata drinques servidos na primeira fase da casa. O bafo de onça (Aperol, vodca, mate e suco de tangerina; R$ 28,00) se mostrou um tanto diluído, problema agravado pelo uso de pedras de gelo vazadas.

O arouche sour (bourbon, limão-siciliano, mel, gengibre e toque de vinho tinto na finalização; R$ 38,00) lembra um ny sour.

Se não quiser errar, há cervejas da Trilha e boa seleção de vinhos, entre eles o uruguaio Marichal Periplo Sauvignon Blanc 2022 (R$ 28,00 a taça e R$ 99,00 a garrafa), opção do dia a dia.

Continua após a publicidade
Vinho branco sendo colocado dentro de uma taça. Ao fundo, prateleiras cheias de livros.
Vinho branco uruguaio: Marichal Periplo Sauvignon Blanc 2022 (Ligia Skowronski/Veja SP)

Da basiquinha seção mastigável faz sucesso o hot-dog lambuzado de ketchup e mostarda de Dijon (R$ 22,00). Cremoso, o guacamole (R$ 43,00) com cebola, coentro e pimentas na medida é servida companhia de chips de pão sírio.

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Barouche
Rua Medeiros de Albuquerque, 401, Vila Madalena. Não tem telefone. Tem acessibilidade.
Das 9h às 23h (domingo até 16h; fecha segunda).
Instagram: @barouche.sp.

Confira o cardápio: 

Barouche - Cardápio
(Barouche/Divulgação)

Publicado em VEJA São Paulo de 13 de outubro de 2023, edição nº 2863.

BAIXE O APP COMER & BEBER E ESCOLHA UM ESTABELECIMENTO:

IOS: https://abr.ai/comerebeber-ios

ANDROID: https://abr.ai/comerebeber-android

Compartilhe essa matéria via:

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.