Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha há dez anos. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Morre o bartender Rafael Pires Domingues, do Nit

O profissional das coqueteleiras fez sua fama ao chefiar o balcão do extinto Frank, no hotel Maksoud Plaza

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 12 out 2022, 12h44 - Publicado em 29 jun 2022, 13h15

O bartender Rafael Pires Domingues morreu na madrugada desta quarta (29), aos 32 anos. Um dos grandes talentos das coqueteleiras na cidade, o profissional cuidava do balcão do Nit, bar espanhol do Jardim Paulista, desde o início do ano. 

Sempre fui muito bem recebido pelo profissional, que teve o grande desafio da carreira ter substituído o bartender Spencer Amereno Jr. no balcão do Frank, no Maksoud Plaza, em 2020. O feito, ele conseguiu com mestria — o bar, hoje fechado, manteve as quatro estrelas que já tinha no guia VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER. Após o fechamento do hotel, e consequentemente do bar, Rafael lutava para receber as verbas rescisórias.

Outro trabalho de destaque do bartender foi a consultoria que fez para o bar Lardo, na Pompeia, com uma caprichada carta de drinques. O bar estreou com a avaliação de quatro-estrelas entre as cinco máximas atribuídas pelo guia COMER & BEBER.

No último dia 21, Rafael foi atropelado em frente ao Shopping West Plaza enquanto se locomovia de bicicleta, após deixar um evento no Expo Barra Funda. Colegas dele relataram que o motorista acabou fugindo e levou tempo para o bartender, que sofreu traumatismo craniano e teve edema no cerebral, ser resgatado. Na tarde de sexta (1º) foram divulgadas imagens de câmeras de segurança que mostraram o momento em que um motociclista bate na bicicleta de Rafael, que caiu. Em seguida, o piloto, que não havia sido identificado à ocasião, presta socorro à vítima.

Continua após a publicidade

Por meio de nota, o advogado José Luiz de Oliveira Júnior, que defende a família da vítima, afirma que “fatores não necessariamente expostos no vídeo precisam ser esclarecidos”, entre eles que “o motoqueiro não tinha habilitação”.

O bartender deixa a companheira, Fabiola Marin. “Obrigado por seu profissionalismo, hospitalidade e posicionamento”, escreveu o mixologista Rafael Mariachi em homenagem ao colega. “Uma ótima pessoa”, me escreveu Oscar Bosch ao comentar sobre a morte do ex-colaborador.

Para ficar por dentro do universo dos bares e da gastronomia, siga @sauloyassuda no Instagram e no Twitter.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.