Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e das bebidas

Hotel Maksoud Plaza confirma fechamento definitivo após 42 anos

Como informado em primeira-mão pela Vejinha, o hotel havia parado de aceitar reservas e só operaria até a segunda (6)

Por Saulo Yassuda Atualizado em 7 dez 2021, 15h08 - Publicado em 7 dez 2021, 12h08

O Maksoud Plaza, um dos mais importantes hotéis de São Paulo, fechou de vez nesta terça (7). Conforme informou a Vejinha em primeira-mão na última sexta (3) nesta reportagem, fornecedores do estabelecimento e funcionários já estavam recebendo a notícia informalmente, e as reservas no estabelecimento hoteleiro se mostravam suspensas. A desmontagem do espaço deve ser feita até o dia 27, o último dia de trabalho de funcionários.

O hotel, que não havia se pronunciado oficialmente desde então, soltou um comunicado na manhã desta terça (7). A HM Hotéis, administradora do lugar, e sua controladora, a Hidroservice Engenharia, confirmam o fechamento definitivo.  A crise acelerada pela Covid-19 e o plano de reestruturação foram apontados como razões do encerramento de atividades após 42 anos. 

O prédio foi comprado pelos irmãos Simões, da empresa de logísitca JSL. Chega ao fim, assim, uma disputa judicial entre a atual administração do hotel com Fernando e Jussara Simões, que compraram o prédio e o terreno em um leilão realizado em 2011 pela Justiça do Trabalho. 

Frank Bar
O premiado Frank Bar: ótimo bar do hotel Fernando Moraes/Veja SP

O estabelecimento que é um dos símbolos de requinte da hotelaria paulistana, entrou com um pedido de recuperação judicial em setembro de 2020 para pagar as dívidas de 110 milhões de reais. Durante a pandemia, ficou fechado por seis meses.

Desde 2014, o hotel era comandado pelo neto do fundador Henry Maksoud, Henry Maksoud Neto. Disputas familiares complicaram ainda mais as  dificuldades financeiras do lugar.

Continua após a publicidade

De acordo com comunicado, a HM Hotéis honrará os compromissos firmados no processo de RJ e arcará com a indenização integral de todos os colaboradores dispensados. Ainda segundo a nota, clientes que tinham reservas no hotel serão reembolsados e a empresá seguirá na área da hospitalidade, utilizando a marca Maksoud Plaza.

Para os fãs de bares, o fechamento é ainda mais doloroso. Encerra as atividades em definitivo o ótimo Frank Bar, aberto em 2015 e vencedor em VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER em 2016 e 2016 na categoria drinques. Parte da equipe está guardando e inventariando os objetos do bar, mas todos os sete colaboradores estão dispensados.

Outro bom ponto etílico instalado no Maksoud era o Vino! Wine Bar, original de Curitiba e com outra unidade em Pinheiros. O bar de vinhos enviou uma mensagem para o blog. “Foi a nossa primeira unidade instalada dentro de um hotel, modelo que se provou um sucesso, sobrevivendo até mesmo à grande tempestade que foi a pandemia. Ali tivemos o prazer de atender pessoas de inúmeras nacionalidades e culturas, unidas pelo vinho, em um ambiente acolhedor e divertido”, disseram os sócios da marca, que estão em busca de um novo ponto em hotel.

Assine a Vejinha a partir de 12,90 mensais

Valeu pela visita! Tem alguma novidade para me enviar? Meu e-mail é saulo.yassuda@abril.com.br

Também estou no Instagram: @sauloyassuda

E, olha só, voltei ao Twitter: @sauloy

Continua após a publicidade

Publicidade