Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

‘Os Caçadores de Aventuras’, ontem e hoje

Vem aí a nova versão da animação

Por Roosevelt Garcia 12 jul 2017, 19h59

Nos anos 80, a Disney finalmente resolveu investir em séries animadas para a televisão. Depois de décadas como referência em animação para cinema, os executivos da companhia viram na telinha uma forma de atingir novas gerações, com os personagens já conhecidos dos adultos, por meio das histórias em quadrinhos. Duck Tales foi o primeiro desenho dessa fase, e um grande sucesso.

Para garantir que estavam fazendo a coisa certa, os produtores lançaram mão de um artifício: grande parte das estórias seria de adaptações dos quadrinhos desenvolvidos por Carl Barks nos anos 50 e 60. O “homem dos patos”, como Barks ficou conhecido, é o autor das melhores HQs da Disney de todos os tempos.

Criou Tio Patinhas, Professor Pardal, Irmãos Metralha, Maga Patalógica, e tantos outros personagens inesquecíveis. Duck Tales teria estórias próprias, adaptadas para a televisão, mas muitos dos roteiros foram baseados nas obras de Barks.

Quadrinhos Duck Tales Reprodução

A série animada durou exatos 100 episódios entre 1987 e 1990 e gerou um gibi no Brasil, com republicação das melhores obras de Barks, além de quadrinização de alguns episódios originais. Também outros foram escritos exclusivamente para a nova revista, com os personagens do desenho, como o Capitão Boeing.

A atração no Brasil estreou em um domingo, dentro do Programa Silvio Santos, que durante todo o tempo anunciava a estreia que se aproximava. A música de abertura, uma das coisas inesquecíveis da série, era cantada em português por Luis Ricardo, um dos atores que fazia o palhaço Bozo no canal.

Confira a abertura da série original dublada:

Continua após a publicidade

Agora, em 2017, uma nova versão de Duck Tales chega à televisão. Com traços remodelados, dando um ar mais moderno à animação, as aventuras prometem ser tão ou mais emocionantes que a série original.

Os produtores continuam bebendo na fonte de Carl Barks, pois já na abertura é possível ver elementos das melhores histórias em quadrinhos do “homem dos patos”, como o navio fantasmagórico Holandês Voador. A música tema continua a mesma, mas com um novo arranjo.

Confira a abertura da nova série:

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês